CEO da Morgan Creek: Bitcoin irá superar ações nos próximos 10 anos

Mark Yusko afirma que o Bitcoin irá superar o mercado de ações

Durante uma entrevista concedida à CNBC, Mark Yusko, o fundador, Diretor de Investimentos (CIO) e Diretor Executivo (CEO) da Morgan Creek Capital Management, consultora de investimentos registrada na SEC, explicou a razão pela qual o Bitcoin “deveria estar no portfólio de todos”.

Yusko iniciou a entrevista afirmando que não se surpreenderia caso o mercado americano de ações não sofresse uma perda de 12% a 14% até o final deste ano, e este é o motivo pelo qual ele está animado em relação ao mercado dos países emergentes (especialmente Brasil, China, Argentina, Coreia do Sul e Rússia).

Ademais, ele acredita que o banco central americano, o Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed), provavelmente irá anunciar um interessante corte na taxa de juros, ao invés de aumentá-la em um futuro próximo, o que para ele sugere que o Fed espera algum tipo de recessão (uma leve, no mínimo, como a recessão de 2001).

Outro convidado, o trader Brian Kelly, fundador e CEO do fundo de cripto BKCM LLC, disse para yusko que isso parece “terrível” para a maioria dos investidores americanos, e perguntou onde seria o melhor lugar para que eles colocassem seu capital, antes de dizer “Por favor, diga Bitcoin!”.

Em resposta, Yusko afirmou que “definitivamente diria Bitcoin”, antes de lembrar os anfitriões da entrevista sobre o desafio “Buffett Bet 2.0” da Morgan Creek, o qual foi apontado por Anthony Pompliano, fundador e sócio da Morgan Creek Digital Assets, na CNBC em dezembro de 2018.

Veja bem, o grande investidor americano Warren Buffet ganhou US$1 milhão em 2017 apostando que o índice S&P 500 (SPX) do mercado de americano de ações iria apresentar uma performance melhor do que um grupo de cinco fundos administrados. Entretanto, diferente de Buffet, a Morgan Creek está apostando contra o índice, afirmando que está disposta a apostar US$1 milhão que sua coleção de criptomoedas, o Fundo de Índice de Ativos Digitais, irá obter uma performance melhor que o índice nos próximos 10 anos, com o entendimento de que o ganhador doaria o dinheiro para a caridade (assim como o desafio de Buffet).

“Não temos compradores. Agora, é uma coisa boa que eles não entenderam porque o Bitcoin subiu mais de 100% este ano, o SP & P subiu mais de 14%, mas daqui pra frente, mesmo no próximo ano, nos próximos 10 anos, não vai estar perto. (…) O Bitcoin é um ótimo ativo de diversificação. Possui pouca correlação (com ações). Deveria estar no portfólio de todos.”, disse Yusko.

No dia 9 de maio, Yusko afirmou durante uma entrevista da BloxLive TV, que vê o Bitcoin como o ouro digital, e espera que seu valor chegue a US$400.000 em uma década.

FONTE: CRYPTO GLOBE

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli