CEO da Morgan Stanley: Bitcoin não vai embora

Bitcoin está “aqui para ficar”, enquanto a criptomoeda é mais do que apenas um fud, de acordo com o CEO do Morgan Stanley – James Gorman.

James Gorman – CEO da Morgan Stanley – acredita que as criptomoedas são mais do que apenas uma tendência contínua. Ele afirmou que, se os vigilantes imporem regulamentações ao setor, sua instituição oferecerá uma variedade maior de serviços de ativos digitais aos clientes.

Durante a teleconferência de resultados do terceiro trimestre do Morgan Stanley, James Gorman – presidente e CEO da empresa – opinou que o bitcoin e a indústria de criptomoeda “não estão indo embora“. Ele também elogiou os méritos da tecnologia blockchain:

“Eu não acho que vai passar. Não sei qual deve ou não ser o valor do bitcoin, mas essas coisas não estão indo embora. E o suporte à tecnologia blockchain é obviamente muito real e poderoso.”

Ao contrário dos críticos da criptomoeda, a maioria dos quais vê a classe de ativos como uma tendência especulativa, o australiano de 63 anos disse:

“Não acho que criptomoeda seja uma moda passageira.”

Morgan Stanley – um banco de investimento multinacional gigante – oferece serviços de ativos digitais para clientes institucionais, fornecendo-lhes acesso a fundos bitcoin. Gorman revelou que a empresa poderia fornecer mais opções de criptoativos, dependendo dos regulamentos futuros:

“Não é apenas uma grande parte da demanda de negócios de nossos clientes, e isso pode evoluir, e nós evoluiremos com isso. Estamos atentos a isso, somos respeitosos e vamos esperar para ver como os reguladores lidam com isso.”

Bitcoin antifrágil

A postura positiva sobre o bitcoin vindo do Morgan Stanley não termina com James Gorman. No mês passado, Dennis Lynch – chefe da Counterpoint Global na instituição – afirmou que a criptomoeda primária tem a capacidade de ganhar em tempos de crise econômica, rotulando-a como “antifrágil.”

Assim, Lynch fez uma comparação interessante entre BTC e um dos personagens principais da premiada série animada “South Park” – Kenny, que morre a cada episódio e volta no seguinte.

Nesse sentido, é importante notar que o bitcoin já foi proclamado “morto” mais de 400 vezes. Apesar das quedas de preços ao longo dos anos, sempre conseguiu superar as dificuldades e, agora, 12 anos após sua criação, é um ativo com valor de mercado de mais de US $ 1 trilhão.

O executivo do Morgan Stanley não é apenas um defensor do principal ativo digital, mas também um HODLer. Segundo ele, isso representa uma tendência mundial que a sociedade segue, que é um dos fatores na hora de olhar para a inovação:

“Devido a algo em que as coisas podem dar certo, mas também saber que há algumas coisas que podem dar errado não é irracional quando você tem um mundo que tem essa interrupção ocorrendo e onde esses cenários positivos acabam sendo tão grandes”.

 

Fonte: CryptoPotato

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8