CEO do Twitter ainda acredita que o Bitcoin será a moeda nativa da internet

Uma esperança para os entusiastas

Apesar de não apresentar um grande desempenho nos últimos meses, o Bitcoin ainda é a maior criptomoeda do mercado, e a grande esperança de vários entusiastas.

Durante uma entrevista recente, Jack Dorsey, CEO e cofunfador do Twitter e da Square, plataforma de pagamentos que oferece serviços em Bitcoin, reafirmou sua antiga posição:

“Acredito que a internet terá uma moeda nativa, e não sei se é o Bitcoin. Eu acho que será, dado todos os testes pelo qual passou e os princípios que tem por trás, o modo como foi criado”

A previsão de que o ativo será a “única moeda” da internet ocorreu em 2018, quando o ativo já não estava em seus melhores cenários.

Dorsey passou a apoiar o Bitcoin em 2014, permitindo que a Square aceitasse pagamentos utilizando o ativo, se aprofundando ainda mais em 2018, quando permitiu negociações com a moeda.

“A razão pela qual permitimos a compra de Bitcoin no Cash App é que queríamos aprender sobre a tecnologia e nos colocar lá fora e assumir alguns riscos”

A iniciativa foi um grande sucesso para a Square, que gerou US$34,1 milhões em receita no terceiro trimestre de 2018 somente com o comércio do ativo. De acordo com Dorsey, não há planos para integrar outras moedas ao Cash App.

Falando sobre o blockchain, Jack afirmou que “todos amam” a nova tecnologia. Entretanto, a hostilidade em relação a ela surge pois esta está “certamente ameaçando certos serviços por trás de bancos e instituições financeiras”, e até mesmo alguns governos, de acordo com ele.

Apesar de apresentar quase 2h de conversa sobre criptomoedas e blockchain, a entrevista não fez muito sucesso no YouTube, visto que teve menos de 8 mil curtidas, em comparação com as mais de 722 mil visualizações.

Os comentários apresentam ainda algumas respostas negativas sobre a posição de Dorsey sobre a censura no site de microblogs.

FONTE: FINANCE MAGNATES