CEO da FTX nega rumores de planejamento para comprar Robinhood

CEO da FTX nega rumores de planejamento para comprar Robinhood

A SBF sugeriu possíveis parcerias no futuro, apesar de não esclarecer nenhuma conversa ativa para comprar Robinhood.

A FTX não está planejando comprar Robinhood. O CEO da exchange de criptomoedas, Sam Bankman-Fried, refutou os rumores sobre tal acordo. De acordo com o último relatório, a SBF disse estar empolgada com as perspectivas de negócios e colaboração de Robinhood no futuro, mas esclareceu que a FTX não estava explorando oportunidades para adquirir a empresa de serviços financeiros. As informações são do site CryptoPotato.

“Sempre fiquei impressionado com o negócio que Vlad e sua equipe construíram. Dito isto, não há conversas ativas de M&A com Robinhood.”

Relatórios anteriores sugeriram que a FTX estava em processo de deliberações internas sobre como pode comprar o aplicativo de corretagem, mas ainda não fez uma oferta.

Robinhood tem uma estrutura de acionistas de classe dupla, o que significa que os fundadores da empresa recebem mais poder. Isso impossibilita um possível caso de compra sem sua aprovação.

O CEO Vlad Tenev e o CCO Baiju Bhatt possuem cerca de 8% da Robinhood e controlam 64% do poder de voto da empresa.

No mês passado, um registro na Securities and Exchange Commission (SEC) dos EUA revelou que a SBF havia comprado uma participação de 7,6% na Robinhood.

O bilionário disse na época que considera Robinhood um “investimento atraente”, mas não tem intenção de mudar ou influenciar a plataforma de negociação.

Apesar de oferecer apenas alguns ativos digitais em sua plataforma, o crescimento da receita da Robinhood foi notavelmente influenciado pelas receitas de negociação relacionadas a criptomoedas.

Atualmente, está trabalhando na expansão de suas ofertas de criptomoedas depois de mergulhar na indústria há quase quatro anos.

Robinhood também lançou a funcionalidade de carteira em sua plataforma este ano.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.