CEO procura investidores para adquirir cotas da Binance

Atualmente, Changpeng Zhao é detentor de maior parte da empresa – e pretende mudar isso.

Changpeng Zhao, CEO da Binance, maior exchange de criptomoedas do mundo, está procurando por empresários ao redor do mundo para vender cotas de sua empresa. A ação está sendo feita em conjunto com a rodada de financiamentos promovida pela BinanceUS.

Um dos principais objetivos seria um melhor alinhamento regulatório com os governos, uma vez que a Binance tem enfrentado diversos embargos e investigações ao redor do mundo, como na Itália e nos Estados Unidos, por exemplo.

Em entrevista ao Financial Times, Zhao disse que a iniciativa pretende estreitar os laços com “países específicos”, os quais exigem um “cuidado especial” na hora de lidar.

Em progresso

Ainda é muito cedo para mensurar a quantidade de fundos já arrecadados com a venda de cotas da Binance. As discussões em andamento ainda são preliminares, segundo Zhao, uma vez que os valores negociados são de alto volume.

De acordo com o CEO, o volume diário de transações em sua plataforma de negociações subiu para US$ 170 bilhões. Dois anos atrás, o volume diário girava em torno de US$ 10 a US$ 30 bilhões.

A BinanceUS planeja arrecadar centenas de milhões de dólares em rodadas de investimentos até os primeiros períodos de 2022. Contudo, as negociações ainda estão em fase preliminar, também.

Dores de cabeça

A iniciativa de Zhao é clara: se a Binance não melhorar o relacionamento com entidades regulatórias ao redor do mundo, terá de limitar substancialmente o alcance de suas atividades. O governo norte-americano é bastante cético com relação às criptomoedas; A Securities and Exchange Comission (SEC), equivalente à Comissão de Valores Mobiliários, solicitou informações a respeito do sistema hierárquico da companhia.

O governo italiano emitiu um aviso a respeito da Binance, que não tem autorização para facilitar serviços de investimentos em criptomoedas no país.

Foto de Rafael Motta
Foto de Rafael Motta O autor:

Jornalista, trader e entusiasta de tecnologia desde a mais tenra juventude. Foi editor-chefe da revista internacional 21CRYPTOS e fundador da Escola do Bitcoin, primeira iniciativa educacional 100% ao vivo para o mercado descentralizado. Foi palestrante na BlockCrypto Conference, em 2018.