Charlie Lee quer tornar a Litecoin mais fungível e confidencial

O criador do ativo planeja fazer ajustes em “algum momento de 2019”

De acordo com um tweet postado nesta segunda-feira, 28 de janeiro, Charlie Lee, criador da Litecoin, pretende fazer de sua criptomoeda um ativo mais fungível.

A fungibilidade é uma propriedade do dinheiro que implica que todas as unidades de determinado ativo possuam exatamente o mesmo valor, e segundo Lee, esta é a característica que falta tanto no Bitcoin quanto na Litecoin, que atualmente ocupa o sétimo lugar dentre as criptomoedas de maior capitalização de mercado. Charlie ainda acrescentou que “o próximo campo de batalha será sobre fungibilidade e privacidade”.

 “Agora estou focado em tornar a Litecoin mais fungível, adicionando Transações Confidenciais”

Segundo Lee, a adoção de transações confidenciais poderia ocorrer por meio de um soft fork, que consiste em uma modificação realizada no código-fonte da criptomoeda, não causando a divisão do blockchain.

Lee destacou que a atualização poderia ser implementada em algum momento deste ano.

Anteriormente foi observado que a fungibilidade dos ativos, principalmente do Bitcoin, foi questionada quando unidades da moeda foram “contaminadas” por envolvimento em atividades ilícitas, diminuindo seu valor.

Outras criptomoedas, como Dash, Monero e Zcash, foram projetadas para evitar este tipo de problema.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli