Chia Network arrecadou US$ 61 milhões e anunciou planos de capital aberto

Chia Network arrecadou US$ 61 milhões e anunciou planos de capital aberto após uma rodada de financiamento liderada pela a16z.

Outra empresa relacionada à criptomoeda pretende abrir o capital, desta vez, é a Chia Network. O projeto, fundado pelo inventor do BitTorrent, escolheu um caminho mais tradicional por meio de um IPO e deu um passo mais perto depois de levantar US$ 61 milhões em uma recente rodada de financiamento.

Fundada em 2017 por Bram Cohen, a Chia Network desenvolve um blockchain “ecologicamente correto” e uma plataforma de transação inteligente. O projeto concluiu recentemente uma rodada de financiamento da Série A, na qual levantou US$ 61 milhões de investidores, incluindo Andreessen Horowitz (a16z), Richmond Global Ventures, Breyer Capital, Slow Ventures, Cygni Capital e muito mais.

Com a última rodada, as estimativas mostram que a avaliação total da empresa aumentou para US $ 500 milhões, segundo a Bloomberg.

Gene Hoffman, presidente e COO da Chia, referiu-se aos fundos recém-adquiridos como o “combustível de foguete” necessário para contratar novos funcionários e acelerar a ambição da empresa de “se tornar um sistema de negociação e pagamento usado por governos, bancos e outras instituições“.

Além disso, o projeto pretende se tornar uma empresa de capital aberto este ano por meio de uma abordagem mais tradicional – oferta pública inicial (IPO). No entanto, Hoffman disse que uma fusão com a empresa de aquisição de propósito especial (SPAC) “certa” também poderia funcionar.

“Nosso objetivo sempre foi abrir o capital de forma relativamente rápida, pois isso esclarecerá significativamente nosso ambiente regulatório e permitirá que os clientes usem moeda para proteger a volatilidade do mercado público, que é diferente de outras moedas.” – concluiu ele.

É importante notar que a empresa viu um grande aumento de interesse antes mesmo do lançamento oficial de sua rede. Conforme relatado anteriormente em abril, houve uma crise de escassez de SSDs em toda a Ásia e uma alta nos preços.

Outras empresas de criptoativos estão se tornando públicas

Abrir o capital de empresas focadas em criptomoedas é uma tendência relativamente nova, que tem apresentado um aumento constante. A maior bolsa com sede nos Estados Unidos, a Coinbase, liderou o ataque, uma vez que as ações da empresa passaram a ser negociadas publicamente por meio de uma listagem direta em meados de abril a uma avaliação de US $ 100 bilhões.

A plataforma de negociação de futuros Bitcoin de propriedade da ICE, Bakkt, também declarou planos semelhantes. A empresa se fundiu com uma SPAC, e seu valor empresarial estimado é de mais de US $ 2 bilhões. Pouco depois, outra bolsa dos Estados Unidos – a Gemini – disse que estava estudando essa possibilidade.

Mais recentemente, a plataforma de negociação compatível com criptoativos eToro declarou que se tornará pública ainda este ano por meio de uma fusão com uma SPAC chamada FinTech Acquisition Corp V. O valor patrimonial combinado de ambas as entidades era de mais de US $ 10 bilhões.

 

Fonte: Cryptopotato

 

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8