Chris Herd: Criptomoedas são o próximo sistema operante do capitalismo

CEO da Nexves pontua que moedas fiat são uma bolha e criptomoedas são o futuro

Desde o surgimento das criptomoedas, muito se discute sobre sua volatilidade e a questão de muitos acreditarem que os ativos são uma bolha. Por ser um mercado novo e que poucos compreendem, o medo de investir e acabar perdendo o capital assola muitos indivíduos.

Trazendo uma nova perspectiva sobre o caso, o CEO da Nexves, Chirs Herd, pontuou que não há razão coerente para acreditar que moedas fiat, ou qualquer forma de dinheiro (incluindo moedas digitais), não são uma bolha.

De acordo com ele, tais moedas são contingentes ao que o coletivo acredita, de forma que, caso amanhã ou depois a confiança caia, as moedas não terão mais valor. Herd aponta que nos últimos 30 anos o dinheiro tem sido uma construção intelectual focada na confiança da população nas autoridades governamentais, disposição que atualmente está em uma baixa histórica, visto que os indivíduos tem suas incertezas em relação às decisões tomadas pelo governo.

Chris acredita que tal desconfiança irá levar a população a considerar uma solução tecnológica confiável e sem relação com as autoridades, como as criptomoedas.

“(Criptomoedas) São o futuro porque são um novo sistema operacional para um mundo descentralizado. São o futuro porque retomam o controle das coisas das quais dependemos mais para subsistir. São o futuro porque já estão aqui fazendo a diferença em como agimos.”

O CEO cita o fato de milhares de venezuelanos utilizarem o Bitcoin como uma alternativa para fugir da hiperinflação da moeda nacional, causada por anos de má administração e corrupção.

“Não precisamos mais confiar em um governo para nos comandar e prescrever descuidadamente uma política monetária perigosa que devemos aceitar.”

Chris diz ainda que, se determinado indivíduo não possui conhecimento sobre o funcionamento de dinheiro fiat, não está qualificado para julgar se as criptomoedas terão sucesso ou não.

O distanciamento

Com um mundo cada vez mais descentralizado e tecnológico, a tendência é que diversas funções sejam automatizadas. Com a criação um ecossistema cada vez mais prático, o que se pode observar atualmente é que apenas uma pequena parte da população utiliza (com frequência) papel moeda no dia-a-dia, dando uma grande abertura a um ambiente tecnológico que futuramente poderá resultar no uso das criptomoedas.

A demanda resulta na diminuição do uso de itens físicos (dinheiro de papel, cheques, moedas, ou mesmo cartões de crédito) e na promoção de um sistema cada vez mais tecnológico e descentralizado.

De acordo com Tim Draper, famoso investidor americano, dentro de alguns anos os ativos digitais serão utilizados massivamente no dia-a-dia, e apenas criminosos farão uso de moedas fiat.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli