Cidade no Canadá vai aquecer residências por meio da mineração de Bitcoin

A iniciativa levará conforto durante o inverno para milhares de habitantes em um dos países mais frios do mundo.

Collin Sullivan, CEO da MintGreen, mineradora de bitcoins focada em soluções energéticas sustentáveis, tem conversado com a Lonsdale Energy Corp para fechar uma interessante parceria: prover aquecimento a 100 edificações, tanto comerciais como residenciais, em North Vancouver.

O projeto, cujo início está previsto para meados de 2022, deve começar antes de dezembro, período em que começa o rigoroso inverno canadense.

As máquinas utilizadas para mineração de bitcoins geram bastante calor. Para superar o frio, mineradores utilizam o calor proveniente dos equipamentos para reduzir custos e garantir o conforto de suas equipes.

A temperatura mais baixa já registrada por North Vancouver girou por volta de -20o C. O Canadá registrou a terceira temperatura mais baixa do mundo (-43o C), perdendo apenas para Antártida (-89o C) e Rússia (-45o C).

Sustentabilidade

A iniciativa pretende evitar que 20 mil toneladas de gases nocivos sejam despejadas pela atmosfera. Para tanto, a MintGreen afirma ser capaz de recuperar mais que 96% de toda a energia depositada para mineração.

Ainda segundo Sullivan, a parceria também ajuda a reduzir o aquecimento global: segundo dados da Global Alliance for Buildings and Construction (Aliança Global para Edificações e Construções, em tradução livre), operações de construção civil são responsáveis por 38% de toda a emissão de dióxido de carbono em áreas urbanas.

Foto de Rafael Motta
Foto de Rafael Motta O autor:

Jornalista, trader e entusiasta de tecnologia desde a mais tenra juventude. Foi editor-chefe da revista internacional 21CRYPTOS e fundador da Escola do Bitcoin, primeira iniciativa educacional 100% ao vivo para o mercado descentralizado. Foi palestrante na BlockCrypto Conference, em 2018.