Coinbase começa a ofertar Stake da Cardano

Coinbase

Coinbase iniciou staking da ADA prometendo juros de até 3,75% ao ano

A exchange Coinbase incluiu Cardano (ADA) em suas ofertas de staking, prometendo APYs (annual percentage yield, ou rendimento percentual anual) de até 3,75%. Pouco depois, o preço do token disparou para dois dígitos atingindo um novo pico.

Em linha com seus planos de expansão para 2022, a Coinbase anunciou ontem a adição de Cardano às suas ofertas de produtos de staking.

A exchange disse que o staking da Cardano é possível há algum tempo, já que o protocolo blockchain emprega prova de participação, mas o processo pode ser “confuso e complicado” se executado por conta própria.

Agora, porém, a Coinbase pretende simplificá-lo, permitindo que os usuários de varejo participem da rede Cardano e ganhem recompensas.

A oferta de produtos já está ativa, com a Coinbase descrevendo o retorno anual estimado atual de 3,75% APY. Há um período inicial de retenção de até 25 dias. Uma vez concluído, os clientes receberão suas recompensas a cada 5-7 dias.

A Coinbase acrescentou que os usuários permanecerão no controle total de seus ativos e poderão “desativar a opção a qualquer momento”.

Os anúncios da Coinbase são normalmente seguidos por significativas apreciações de preços, e o desempenho diário da ADA não decepcionou.

O ativo lutou abaixo de US$ 1 por semanas, e havia se aproximado desse nível ontem antes de disparar mais de 20% para quase US$ 1,2 – seu nível mais alto desde o início de fevereiro.

A ADA foi negociada abaixo de US$ 0,8 a menos de dez dias atrás, o que significa que ganhou cerca de 50% nesse período.

Atualmente a criptomoeda ADA esta sendo negociada a US$ 1,16, com ganho de 9,09% em 24h e 36,84% semanal, com Market Cap de US$ 39 bilhões.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_