Coinbase é avaliada em US $ 100 bilhões antes da listagem direta na Nasdaq

Pouco antes de sua listagem direta na Nasdaq, os corretores estavam trocando as ações da Coinbase por quase US $ 375, o que poderia elevar sua avaliação para US $ 100 bilhões.

A Coinbase ainda não abriu o capital, e os mercados já estão pegando fogo em antecipação à listagem direta mais esperada no mundo das criptomoedas e o que será a primeira grande listagem já registrada na Nasdaq.

Uma avaliação independente com base no preço de suas ações nos mercados privados determinou que a Coinbase tem uma avaliação potencial entre $ 90 bilhões e $ 100 bilhões antes de sua listagem direta.

Durante os dias de pré-listagem, a Coinbase subiu

De acordo com a atividade no final de fevereiro, esse preço ultrapassaria em muito a avaliação anterior de US $ 77 bilhões. Na época, fontes confidenciais disseram à Coindek que, à medida que o “grande dia” se aproximava, os especuladores estavam licitando cada vez mais alto.

“A terceira transação semanal foi fechada na sexta-feira e o preço de liquidação foi de US $ 303 por ação. Na primeira semana custava 200 dólares por ação, na segunda semana custava $ 301 cada e na terceira semana custava $ 303 cada. Então você pode ver a descoberta de preços acontecendo. ”

A Bloomberg relatou que, durante o último dia de negociação privada antes da listagem direta, os investidores negociaram ações da Coinbase em uma faixa entre $ 350 a $ 375, o que aumentaria a avaliação da Coinbase em até 33% em questão de semanas, e mais de 300% acima do que o que os analistas esperavam para sua IPO (com preço de apenas US $ 28 milhões).

Antes de abrir o capital, os investidores creditados podiam negociar as ações da Coinbase no Nasdaq Private Market, um mercado restrito com baixo volume e alta volatilidade, onde um número limitado de participantes pode especular sobre o preço de algumas ações de empresas que ainda não são negociadas publicamente.

Os números, no entanto, somam o desempenho esperado. Depois de registrar um ano ruim durante o período de baixa dos mercados de criptomoedas em 2018, a Coinbase cresceu e se tornou o colosso que é hoje.

https://twitter.com/KennethOmoya/status/1366409940215230468?ref_src=twsrc%5Etfw

“A Coinbase preencheu a papelada para listar na bolsa NASDAQ. Os destaques de seu documento S-1 mostram:

 

-CEO, Lucro de Brian Armstrong em 2020: $ 60 milhões

 

-2020 Receita: $ 1,2 bilhão

 

– Ativos sob gestão: $ 90 bilhões

 

-Usuários verificados: 43 milhões”

Um pequeno passo para uma exchange de criptomoedas, um salto gigante para a indústria cripto

Devido às suas características, o mercado privado não é necessariamente um indicador preciso para determinar o que acontecerá quando a Coinbase se tornar publicamente disponível; no entanto, é uma excelente referência para ver o que os mercados esperam que aconteça… E o futuro parece promissor.

E não estamos falando apenas sobre o Coinbase, mas de quase todo o ecossistema de criptomoedas. A abertura de capital da Coinbase é um dos suportes mais significativos para a indústria cripto nos últimos tempos.

Os Estados Unidos são um dos países com maior volume de negociação em bolsa, tem um dos maiores PIBs do mundo, concentra um número significativo de startups de criptomoedas e, ainda assim, é conhecido por ter leis rígidas quando se trata de ativos digitais.

Uma listagem na bolsa de valores pode fornecer uma camada adicional de legitimidade aos olhos de novos usuários em potencial, estimulando o crescimento de sua base de clientes. Isso simplesmente aceleraria uma tendência que vem crescendo ao longo do tempo, especialmente após a crise de mercado da COVID-19.

Fonte: CryptoPotato

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.