Como ganhar cripto com o smartphone? Minerar e staking inteligente no blockchain Enecuum

Conhecendo o projeto Enecuum

Historicamente, Satoshi Nakamoto propôs Bitcoin como o sistema de pagamento. Nos primórdios, a operação do sistema estava a funcionar como esperado. Porém, o Bitcoin começou a enfrentar problemas de escalabilidade e descentralização devido ao aumento de utilizadores da rede. Hoje, a comunidade está ativamente a procura de soluções com o objetivo de evitar erros e resolver estas questões.

Em 2017, o Projeto Enecuum anunciou a sua própria solução: uma blockchain com mobile Masternodes e suporte para várias blockchains paralelas. Após 2 anos de desenvolvimento e testes, o projeto planejou o lançamento da sua rede própria em dezembro de 2019. Nos últimos dias, temos analisado toda a documentação técnica, recebido as opiniões dos desenvolvedores, e acabamos por nos focar no projeto Mobile Masternode.

Algoritmo de consenso (Consensus algorithm)

Enecuum usa o protocolo Trinity hybrid personalizado baseado no Bitcoin-NG e o consenso proof-of-activity (PoA). Uma característica distinta do Bitcoin-NG é a separação da mineração Proof-of-Work (PoW) da publicação da transação. O Bitcoin-NG tem 2 tipos de blocos:

  • Keyblocks são baseados no PoW, um link para o bloco prévio, uma recompensa por mineração e a chave publica do minerador.

PoA (Proof-of-activity) é um consenso híbrido que combina elementos de PoW e PoS. Os mineradores PoW resolvem uma tarefa criptográfica e criam um bloco “vazio”. Estes blocos “vazios” irão se tornar blocos completos depois de serem assinados por vários mineradores PoS escolhidos ao acaso. Os desenvolvedores Enecuum alteraram significativamente estes algoritmos: adicionaram o conceito de Macroblock e mineração PoA. No protocolo Trinity as transações não são publicadas imediatamente, mas são acumuladas num Macroblock. Simultaneamente, três tipos de nodes são responsáveis por criarem o bloco na Rede: PoW (Computadores Pessoais), PoS (Holders) e PoA (Smartphones).

A Blockchain Enecuum é formada da seguinte forma:

1. Mineradores PoW procuram e publicam um Macroblock vazio, a Keyblock.

2. Entre os mineradores PoS, um minerador líder é escolhido aleatoriamente como LpoS. LpoS irá agir como gestor líder até que o próximo bloco ser criado.

3. O líder recebe a versão completa da chave secreta de outro minerador PoS. A chave secreta é a chave da sessão necessária para assinar microblocos, que será distribuída pelos mineradores PoS. Apenas mineradores PoS selecionados com a versão completa da chave secreta podem aceitar e assinar blocos vindos dos mineradores PoA.

4. Os mineradores PoA assinam microblocos com transações e enviam para LpoS. Enecuum usa Identity-based criptografia e é por isso que os mineradores PoA não precisam fazer download e recalcular toda a Blockchain. O grupo PoA verifica a autenticidade dos Lpos após verificar a sua assinatura. O líder pode assinar apenas se a versão completa da chave secreta estiver presente.

5. Os Lpos assinam os microblocos e publicam-nos na blockchain com um pedido de broadcast.

6. Os mineradores PoW colectam e combinam o KeyBlock e os microblocos assinados num macrobloco e publicam-nos na Blockchain.

Tecnologia HyperDAG

Enecuum suporta a criação de blockchains simultâneas como parte da blockchain principal através do HyperDAG. Deve-se notar que o número de transações aumenta com o aumento do número das derivações das blockchains. Durante os testes, Enecuum foi capaz de atingir velocidades de 18,000 transações por segundo.

Contratos inteligentes SHARNELL

Shared Noncommutative Exponential Linear Logic (SHARNELL) é um contrato inteligente baseado em lógica linear e um conjunto de operações simples (hashing, verificação de assinatura).

Ao aplicar lógica linear e operações previamente listadas, um contrato inteligente pode ser descrito como o resultado de uma função arbitraria. Deste modo, erros podem ser encontrados e o tempo de execução do contrato inteligente em fase de compilação ser calculado.

ENQ Token

A Enecuum tem como token de utilização o ENQ. Este é usado para:

  • Recompensar mineradores

Contratos inteligentes

O token nativo pode ser comprado nas exchanges Suex, Kucoin, crex24 e Graviex tokens comerciais do padrão ERC-20. No primeiro trimestre de 2020, a Enecuum lançará a migração de tokens ERC-20 para a rede principal.

Mining

Enecuum tem 3 tipos de mineração: PoW, PoS e PoA.

  • PoW é usado nos computadores pessoais.

A recompensa da mineração é distribuída pelos mineradores:

  • PoW 10%

Enecuum tem um programa de referência em dois níveis para mineradores de PoA embutidos no protocolo. O referenciador e o remetente recebem recompensa adicional de 10% da mineração.

A mineração mobile requer no mínimo 25 ENQ e no máximo 25000 ENQ, donos das maiores 100 carteiras podem ser mineradores PoS, apenas mineradores PoS recebem comissões das transações na Enecuum. Por enquanto não existem taxas de transação. A taxa de transação será de 0,001 ENQ depois do lançamento da Mainnet.

Mineração de Tokens

A mineração de tokens são tokens publicados pelo usuário para mineração de PoA na rede Enecuum. Eles podem ser usados para expandir a comunidade e o crowfunding. O plano é criar um mercado em que os usuários escolham tokens para mineração com base no preço, coeficiente de ROI e volume de negociação atual. Para a criação de tokens de mineração, não é necessário nenhum hardware ou software especial.

Parâmetros de token: nome, período de emissão e fornecimento total, são definidos no site da Enecuum.

Staking inteligente

O staking inteligente é a oportunidade de fazer staking com carteiras pequenas. Graças ao staking inteligente, mineradores PoS pode ganhar mais, e holders podem receber uma parte da recompensa pela realização das transações.

O iniciador do staking inteligente publica um plano de negócio online. Este plano indica quantos tokens o iniciador pretende coletar, quanto irá ganhar o minerador PoS e qual a percentagem de tokens os holders vão receber. O iniciador assume riscos. Um contrato inteligente congela os seus tokens no total do valor dos pagamentos dos participantes desse contrato.

Os usuários irão receber esses tokens por qualquer do resultado. Os contratos inteligentes permitem aos usuários que não podem ser mineradores PoS ganhar nas transações. Ao mesmo tempo incentiva os mineradores PoS a trabalhar para o benefício da rede.

Aplicação Móvel

A Enecuum desenvolveu 2 aplicações moveis. Uma Wallet e uma para Node.

A wallet está disponível na Playstore e na Appstore. Neste momento apenas esta disponível a aplicação para Node a partir do site da Enecuum e para Android apenas. Os requezitos mínimos são: Android 4,4, 1GHz de processador e 1,5Gb de ram.

As aplicações têm uma interface similar. Depois de se familiarizar com um aplicativo, será fácil lidar com outra. Para começar a minerar, você precisa criar ou importar chaves públicas / privadas da Wallet.

Depois disso, você pode extrair tokens e acessar sua carteira. A mineração móvel corre em segundo plano. O aplicativo consome apenas 1/1,5% da carga da bateria. Para comparação o Telegram consome 4,5%.

Rentabilidade da mineração móvel

A recompensa pela mineração depende de 3 factores:

A quantidade de Tokens Alocados

O poder computacional do smartphone

A qualidade da ligação a Internet (a mais importante)

O pode computacional de um smartphone médio é suficiente para assinar microblocos.

Mas o smartphone não irá receber as recompensas se não enviar o microbloco assinado antes da publicação de um novo bloco. A regra mais importante é estar sempre Online/Ativo.

Por 10 dias de mineração num Xiaomi Mi5, recebemos 22 ENQ. Após a primeira semana recebemos 16 ENQ- um pouco m ais que o ROI anunciado na calculadora do ROI.

Apesar de o node não ter estado online por várias horas, a percentagem de ganho da mineração ao fim de uma semana foi de 1,8%. O valor dos ganhos da mineração depende do total de tokens em stake . No momento em que o artigo foi escrito, o ROI para o stake de 25,000 ENQ foi de 71%. O ganho para os referenciadores foi maior, tendo tido ganhos de 79%.

O que é BIT?

No presente, a Enecuum oferece duas moedas: ENQ e BIT. Cada uma delas tem o seu propósito. ENQ é usada na Enecuum Neuro Testnet e pode ser minerada na nossa aplicação móvel utilizando o algoritmo PoA. ENQ pode ser usada como um negociável erc20 token e vice-versa.

Ao contrario da ENQ, BIT não é negociável. O seu propósito é ser usado para teste do protocolo Enecuum Trynity: uma combinação dos algoritmos PoA, PoW e PoS.

Com o lançamento da BIT, a Enecuum permite aos usuários a experiência da mineração móvel sem terem de adquirir um mínimo de moedas para staking e assim poder experimentar nodes PoW e PoS antes da rede principal ser lançada com ENQ negociável.

Após o lançamento com sucesso da aplicação móvel, PoA node, a equipa esta pronta para partilhar com o público os nodes PoW. Os testes são efetuados noutra plataforma , Bit Tesnet, mas depois de os testes estarem completos, PoW estará disponível na Neuro Testnet com os PoA nodes. E claro, os nodes PoS serão partilhados também. Estejam atentos as novidades. Para saberem mais sobre o protocolo Enecuum trinity, podem ler o nosso Tech Paper.

Componentes BIT Testnet

Neste momento implantamos quatro componentes da rede BIT: PoA, PoS. PoW e Fullnode. Cada um deles tem um propósito especifico na rede e os componentes podem trabalhar separadamente também.

Os PoA nodes contribuem para a rede validando Micro-Blocos contendo transações. PoA é distribuído através da aplicação Enecuum BIT. A única diferença para a aplicação Enecuum Masternode é a pequena alteração no design para distinguir facilmente às duas aplicações.

Como é normal, requer um mínimo proof-of-stake, mas como BIT não é negociável, pode ser adquirido através do nosso faucet. Os PoS nodes recebem recompensas por votarem nos PoS Líder que publicam macroblocks. Na corrente implementação da BIT, as condições para serem PoS nodes são simplificadas.

Tudo o que precisa de fazer é ter uma conta com balanço zero e especificar arbitrariamente uma partilha secreta PoS , no protocolo final, os candidatos PoS deverão estar na lista das top 100 maiores carteiras e adquirir uma partilha secreta dum PoS a partir da coligação PoS de acordo com o correspondente protocolo Trinity.

Os PoW nodes geram K-Blocks, que são a estrutura básica da blockchain, com o poder computacional do seu Cpu. Não é requerido mínimo para stake. Neste momento a dificuldade de mineração é baixa, e como resultado, os recursos do Cpu não são muito usados.

Os recursos do disco HDD continuam altos devido ao requerimento da sincronização com a blockchain. Os FullNodes consiste no explorador da Blockchain e um modulo que recalcula as recompensas.

Como o Explorador de Blockchain necessita de muitos recursos, foi separado dos PoW. Os fullnodes sincronizam com a BIT testnet. PoW+Fullnode será uma solução que virá para permitir aos utilizadores minerar BIT e usar ao explorador de Blockchain. Mais informações irão ser divulgadas mais tarde!

Em resumo, estas são as vossas opções :

No smartphone: Usar PoA

No PC : — Usar PoS se for um Holder

– Usar PoW para minerar

– Usar FullNode para usar o Explorador de Blockchain

– Usar PoW + FullNode para minerar e usar o Explorador de Blockchain se o pc tiver processamento suficiente.

A Equipe

A Enecuum é uma equipe internacional com sede em Hong Kong.

Entre os desenvolvedores do Enecuum:

Prof. Sergey Bezzateev — chefe do departamento de pesquisa, professor da Faculdade de Segurança da Tecnologia da Informação SUAI, autor de mais de 50 publicações na área de criptografia e segurança da informação.

Mikhail Sayfullin — CEO do projeto, nos negócios desde 2002, em TI desde 2014.

Konstantin Zhidanov — CTO do projeto, um desenvolvedor com habilidades de programação em linguagens de baixo nível, professor da SUAI.

Conclusão

A Enecuum é um projeto com um interessante algoritmo de consenso híbrido e acessível para qualquer utilizador.

A mineração em smartphone praticamente não implica qualquer investimento. Apenas é necessário instalar a aplicação e ter 25 ENQ. A rede de teste da Enecuum tem mais de 1200 nodes móveis ao longo de 50 países.

A expectativa é que a combinação dos 3 tipos de algoritmos evitem problemas com a centralização da rede, evitando assim a concentração do poder computacional em regiões com eletricidade barata e o controle por parte das “grandes” carteiras.

Agora apenas esperamos pelo lançamento da MainNet para ver se a Enecuum é bem sucedida.

Vídeo Enecuum mineração móvel

Comunidade do telegram Enecuum

Site Oficial

Conteúdo Patrocinado

Foto de Bruno Lugarini
Foto de Bruno Lugarini O autor:

Estudante de Sistema da Informação, técnico de informática, apaixonado por tecnologia, entusiasta das criptomoedas e Nerd.