Como saber se as baleias estão acumulando Bitcoin?

Existe uma coisa que todas as baleias do Bitcoin tem em comum: elas gostam de comprar barato!

Embora 2019 tenha sido um ano de altos e baixos, a forte recuperação do Bitcoin no primeiro semestre parece ter chamado a atenção dos grandes players do mercado (as famosas baleias). Além dos investidores individuais, em 2019 houve um aumento na procura institucional por BTC.

Segundo dados de uma pesquisa divulgada pela Fidelity Investments, cerca de 22% dos investidores institucionais confirmaram ter tido alguma exposição à criptomoedas nos últimos 3 anos. A pesquisa também revela que 4 em cada 10 entrevistados se mostram abertos a investir em ativos digitais no futuro.

Aqui temos um ponto fundamental para entender a acumulação: enquanto a maioria dos investidores aguarda, é provável que os grandes players e os investidores institucionais estejam acumulando. Lembre-se sempre do mantra do trader: comprar barato, vender caro!

Os exemplos disso são variados dentro do mercado cripto: Michael Novogratz, CEO da Galaxy Investment Partners já disse ter acumulado quase US$ 250 milhões de dólares em Bitcoin no período de 2016 a 2017 (antes da grande alta).

O advogado da Kobre & Kim, Jake Chervinsky é outra figura famosa por ter acumulado Bitcoin para si e para seus clientes  no ano de 2018, durante uma queda de 35% no preço do ativo.

Em síntese, os movimentos de curto-prazo não tem muito valor nas estratégias envolvendo a acumulação de BTC. Também é improvável que as baleias coloquem seu dinheiro durantes as altas do Bitcoin. Na verdade isso é basicamente uma certeza.

O importante a se notar aqui é que não estou dizendo: “Ei, o Bitcoin caiu 50%, essa é sua hora de comprar!” – mas sim, que, em momentos de queda e de consolidação de tendência no preço as oportunidade de compra e acumulação tendem a ser melhores.

Sempre tente pensar com a cabeça de um investidor de grande porte. Se todos estão comprando e o ativo está subindo desenfreadamente, é bastante provável que algum player esteja liquidando suas posições por julgar aquele preço satisfatório.

A partir disso o ciclo reinicia: Topo, compra desenfreada, queda, pânico, acumulação e consolidação, tudo isso para logo em seguida reiniciar o processo.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.