Como um gerente de almoxarifado conseguiu se aposentar com Shiba Inu (SHIB)?

A aposta arriscada na moeda meme rendeu bons frutos.

Segundo matéria da revista Fortune, um usuário, de nome Rob, 35 anos, trabalhava como gerente de almoxarifado em uma rede de supermercados. Ele buscou nas criptomoedas uma forma de dar a volta por cima e melhorar seu padrão de vida.

Para tanto, Rob investiu cerca de US$ 8 mil em SHIB, quando o preço do token mal passava de US$0.0000001. Em maio deste ano, quando a criptomoeda atingiu US$ 0.000035, o usuário optou por sacar US$ 500 mil em lucros para sua conta bancária.

Ainda que tenha realizado um generoso saque, seu patrimônio em SHIB vale pouco mais de US$ 1 milhão. A alta recente nos preços do ativo é a principal razão que levou o investidor a se tornar um novo milionário. Antes da fortuna, Rob ganhava cerca de US$ 68 mil anualmente como gerente de almoxarifado.

Alto risco

No momento em que este artigo foi escrito, a SHIB é a décima primeira maior criptomoeda em capitalização de mercado, segundo dados do CoinMarketCap. No total, são pouco mais de US$ 30 bilhões e 549 trilhões de tokens negociados.

Contudo, a “bull run” da Shiba Inu teve uma desagradável surpresa para alguns investidores: em poucos dias, a SHIB caiu cerca de 50%, o que levantou questionamentos se o FOMO da moeda teria chegado ao fim.

A análise de endereço mostra que a Shiba Inu, assim como grande parte do mercado descentralizado, é controlada por baleias. Isso significa que poucos usuários endinheirados são os principais responsáveis pelas movimentações bruscas dos preços – seja para cima, seja para baixo.

Foto de Rafael Motta
Foto de Rafael Motta O autor:

Jornalista, trader e entusiasta de tecnologia desde a mais tenra juventude. Foi editor-chefe da revista internacional 21CRYPTOS e fundador da Escola do Bitcoin, primeira iniciativa educacional 100% ao vivo para o mercado descentralizado. Foi palestrante na BlockCrypto Conference, em 2018.