Companhia de seguros australiana testará o Blockchain em cadeia de suprimentos de carne bovina

O setor apresenta uma das principais fontes de renda do país

A National Transport Insurance (NTI), companhia de seguros de transporte australiana, anunciou uma parceria com a BeefLedger, plataforma blockchain, em programa piloto que irá implantar a tecnologia no rastreamento da exportação de carne bovina.

Visando aprimorar a segurança alimentar, a iniciativa irá utilizar a plataforma juntamente com IoT (internet das coisas) para fornecer dados em tempo real sobre credenciais de produtos e desempenho da cadeia de suprimentos.

De acordo com a BeefLedger, a parceria visa utilizar a tecnologia para desenvolver uma estrutura multicamadas para assegurar o credenciamento dos produtos.

Diversas iniciativas similares foram lançadas nos últimos meses na região, ao passo que a segurança alimentar e a apresentação de dados concretos se tornaram cada vez mais importantes.

A parceria da BeefLedger com a NTI garantirá o credenciamento e transporte de animais premium com atualizações de localização em tempo real da Costa de Calcário de South Austrália para uma fábrica de processamento em Casino, região de New South Wales, antes de serem congelados e exportados para Xangai.

“Estamos animados com as perspectivas que o projeto apresenta em vários setores da indústria australiana: agricultura, bem-estar animal, transporte e logística. Embora sejam estágios iniciais, estamos otimistas com os resultados e o aprendizado, e o que tudo isso significa de modo potencial para os fornecedores, exportadores e consumidores australianos”, disse Tony Clark, CEO da NTI.

Atualmente a carne bovina constitui uma das principais fontes de renda do país, com 45 mil produtores de gado, levando a Austrália ao terceiro lugar entre os maiores exportadores de carne bovina do mundo, atrás apenas da Índia e do Brasil.

FONTE: CCN

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli