Conselho do governo indiano supostamente sugere banir criptomoedas do país

As autoridades mostram cada vez mais antipatia pelo setor

De acordo com a mídia local, o governo da Índia supostamente sugeriu um novo marco legal para banir criptomoedas do país.

Aparentemente, um artigo cita uma fonte ainda não identificada declarando que “todas essas moedas devem ser tratadas como ilegais” e que todos os tipos de negociação utilizando-as seria “tratada como tal”.

A mídia destaca que o governo desenvolveu um tipo de conselho para a criação de normas para criptomoedas, este liderado por Subhash Chandra Garg, secretário do Departamento de Assuntos Econômicos (DEA).

Os debates abordando a legalidade do setor tiveram início em abril deste ano, quando o Banco Central da Índia declarou que não prestaria mais serviços vinculados a criptomoedas. Em resposta, onze empresas entraram com uma ação contra o banco na Suprema Corte indiana.

O país já não vinha apresentando um clima amigável aos entusiastas do setor quando o WeBitcoin noticiou que as autoridades prenderam os desenvolvedores do primeiro caixa eletrônico de Bitcoin do país, por supostamente operar sem autorização.

Em paralelo, a Ernest & Young, uma das líderes em auditoria global, anunciou planos para contratar 2 mil funcionários no país visando expandir seus serviços digitais, como inteligência artificial e aplicações blockchain.

FONTE: COINTELEGRAPH