Contratos futuros de bitcoin vindo este ano, mas sem data definida

Onde estão os contratos futuros?

NOVA IORQUE (Reuters) – A maior bolsa de contratos futuros do mundo, a CME Group Inc. disse na segunda-feira que ainda planeja lançar contrato futuros de bitcoin este ano, mas que o anúncio em seu site afirmando que os contratos iriam começar a ser negociados no dia 11 de dezembro estava errado.

Após ultrapassar o valor de $8.000 dólares pela primeira vez na segunda-feira, sites sobre criptomoedas estavam alvoroçados com o anúncio da CME no qual dizia que contratos futuros de Bitcoin entrariam em vigor no dia 10 de dezembro, um domingo, para negociação no dia 11 de dezembro.

No entanto, o anúncio foi posteriormente removido do site da CME e Laurie Bischel, uma porta-voz da empresa, disse que a postagem original “ocorreu devido a um erro no site,” sem dar mais detalhes.

Leia mais: Criptomoedas alcançarão o valor de mercado de $2 Trilhões de dólares em 2018

O processo de regulamentação

A CME está competindo com a rival Cboe Global Markets Inc. para lançar o primeiro produto financeiro baseado em bitcoin numa bolsa tradicional, regulamentada.

O Bitcoin é notoriamente volátil e teve aumento de quase 50 por cento em seu preço apenas nos últimos dias, provocando vários avisos de uma bolha.

Para ajudar a controlar um pouco dessa volatilidade, a CME não permitirá a negociação de contratos futuros de bitcoin a preços acima ou abaixo de 20% do preço de ajuste do dia anterior.

Um porta-voz da empresa disse que desde segunda-feira, a CME ainda não tinha apresentado o projeto à Comissão de Negociação de Contratos Futuros de Commodities (U.S. Commodity Futures Trading Commission) para lançar contratos futuros de bitcoin.

A Cboe também disse que ainda tem que apresentar um contrato de futuros de bitcoins ao CFTC, mas a porta-voz, Hannah Randall, disse que a empresa estava em discussões ativas com o órgão regulador.

Cboe afirmou que encara o lançamento de um contrato de bitcoins futuros como o primeiro passo para o lançamento de um ETF baseado em preços de bitcoin.

Regulamentos da CFTC permitem que certos negociadores de contratos como a CME listem produtos para negociação sem aprovação prévia do órgão regulador, apenas por preencherem uma auto-certificação escrita com o órgão. Assim, a própria CME poderá atestar que o produto está em conformidade com os regulamentos estabelecidos.

Para auto certificarem um novo produto, a empresa deve arquivar sua proposta com o CFTC um dia útil antes de um produto ser listado.

Fonte: Reuters.com

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/