Core Scientific compra mais de 17 mil unidades da mineradora de Bitcoin Antminer S19

A série Antminer S19 usa a última geração de mineradores SHA256 de circuito integrado de aplicativos (ASIC) da Bitmain

O fornecedor de mineração por contrato baseado nos EUA, Core Scientific, comprou 17.595 mineradoras de Bitcoin Antminer S19 de próxima geração da fabricante chinesa de equipamentos de mineração Bitmain Technologies em nome de sua lista crescente de clientes de hospedagem e de suas próprias necessidades operacionais. Este é o maior número de mineradoras S19 comprados por uma única empresa de hospedagem blockchain.

O maior modelo de máquinas de mineração digital da maior fabricante de hardware de mineração de Bitcoin do mundo será totalmente implantado nos 655.000 pés quadrados de centros de dados da Core Scientific localizados nos EUA nos próximos quatro meses.

A Core Scientific disse que “essas mineradoras com eficiência energética servirão com sucesso sua lista crescente de clientes institucionais com os equipamentos mais novos e mais eficientes, e os hospedarão nas melhores instalações da América do Norte.”

A instalação desses sistemas de mineração posicionará a Core Scientific como a maior operadora de mineração digital da América do Norte. A Antminer S19 ajudará a melhorar a estabilidade e a segurança da rede de criptomoedas e impulsionará a tentativa da Core Scientific de expandir seus negócios no setor de mineração digital.

A série Antminer 19 usa a última geração de mineradores SHA256 de circuito integrado de aplicativos (ASIC) da Bitmain para permitir operações de mineração com maior eficiência energética do que os modelos Bitmain anteriores e outros mineradores ASIC atualmente disponíveis.

Essas mineradoras permitirão que os negócios de hospedagem de mineração digital da Core Scientific atendam aos investidores com suas infraestruturas prontas para ASIC, GPU e FPGA totalmente construídas, com mais de 450 MW de energia sob contrato.

A Core Scientific disse que recebeu e começou a testar o primeiro dos mais novos mineradores ASIC da Bitmain, e “obteve sucesso material em aumentar o hashrate existente para atingir 110 Tera Hashes por segundo ± 3%.”

Anteriormente, a Core Scientific se uniu à Bitmain em maio para estabelecer a primeira Ant Training Academy (ATA) com sede na Geórgia, Estados Unidos. A ATA estenderá os altamente conceituados serviços de treinamento e certificação da Bitmain, oficialmente certificados pela Antminer, aos participantes da América do Norte a partir do outono de 2020.

Em outubro de 2019, a Bitmain também se uniu à empresa canadense de tecnologia DMG Blockchain Solutions para lançar uma fazenda de mineração de 50 MW em Rockdale, Texas, que pode ser expandida para uma capacidade de mais de 300 MW, para torná-la uma das maiores instalações de mineração de Bitcoin do mundo, segundo a própria Bitmain.

A fazenda de mineração faz parte da estratégia da Bitmain de investir mais de US$ 500 milhões na criação de uma nova instalação de mineração de criptomoedas e data center de blockchain no estado do Texas nos EUA. A fazenda de mineração de criptomoedas no Texas é o terceiro projeto de mineração cripto investido pela Bitmain nos EUA, um dos locais mais estratégicos da empresa no exterior.

Fonte: RTTNews

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.