Coreia do Norte abre as portas para sediar a Conferência Internacional de Criptomoedas

O país sai do isolamento e passa a participar do movimento Blockchain

Coreia do Norte abre as portas para sediar a Conferência Internacional de Criptomoedas

Cada vez mais presentes no cenário mundial, o blockchain e as criptomoedas serão o tema principal de uma conferência realizada em outubro deste ano na Coreia do Norte.

A capital norte coreana Pyongyang receberá especialistas no tema abordado vindos do mundo todo. Durante o evento, o país pretende mostrar seus avanços na tecnologia blockchain e atrair a atenção de investidores para seus novos projetos.

Esta atitude da Coreia do Norte foi totalmente inesperada, visto que recentemente pareciam estar envolvidos com hacks de transações de criptomoedas em grande escala.

Em agosto deste ano foi reportado que um grupo de hackers norte coreanos denominado “Lazarus” lançou um aplicativo de criptografia infectado, que baixava um vírus de acesso remoto ao ser aberto. Mas aparentemente, nenhum recurso foi perdido.

Leia mais: Atlas Quantum é hackeada, dados pessoais de seus usuários são vazados

A tentativa de mineração

Aparentemente a Coreia do Norte realizou uma tentativa de mineração de Bitcoin entre maio e julho de 2017, mas não obteve sucesso. Há também boatos de que a empresa de tecnologia Chosun Expo estaria desenvolvendo uma exchange para trading de bitcoin nesta mesma época.

Leia mais: Nvidia Encerra sua Linha Dedicada a Criptomoedas em Virtude dos Baixos Lucros

Fonte: CryptoSlate