Coreia do Norte: Inverno cripto acabou com grande parte do financiamento do programa de armas do país

Coreia do Norte: Inverno cripto acabou com grande parte do financiamento do programa de armas do país
Coreia do Norte está fortemente envolvida com criptomoedas. Imagem: ultcoin365

A Coreia do Norte está lutando para usar seus ativos digitais ilícitos

Em 2018, um cidadão estadunidense com residência em Singapura e membro da Fundação Ethereum aconselhou a Coreia do Norte sobre como usar criptomoedas para contornar as sanções dos EUA. Agora ele está cumprindo mais de cinco anos de prisão, enquanto o país acumulou milhões de criptomoedas que ajudaram a financiar seu programa de armas nucleares. As informações são do site TechSpot.

No entanto, uma consequência menos conhecida da recente queda do mercado de criptomoedas é que as participações da Coreia do Norte também caíram. De acordo com um relatório recente da ONU, o país depende muito de tokens digitais roubados para suas atividades de desenvolvimento e teste de armas, portanto, quaisquer flutuações significativas no preço podem colocá-los em segundo plano.

2022 06 30 image 16 j 1100

Esta semana a empresa de análise de blockchain Chainalysis disse à Reuters que as antigas participações de criptomoedas norte-coreanas que vem monitorando agora valem cerca de US$ 65 milhões – uma queda acentuada no valor de US$ 170 milhões no período de apenas seis meses. Os fundos foram obtidos de pelo menos 49 hacks patrocinados pelo Estado realizados entre 2017 e 2021, e provavelmente representam apenas uma pequena quantidade do total que ainda não foi lavado.

No início deste ano, o Tesouro dos EUA, juntamente com a Chainalysis e a Elliptic, confirmaram as suspeitas de que o Lazarus Group da Coreia do Norte estava por trás de um dos maiores roubos de criptomoedas até hoje. Nada menos que US$ 615 milhões em tokens ETH e USDC foram roubados da rede Ronin, que atua como infraestrutura para um jogo popular chamado Axie Infinity. No entanto, esses fundos perderam quase dois terços de seu valor.

Para colocar as coisas em perspectiva, a Campanha Internacional para Abolir as Armas Nucleares estima que a Coreia do Norte gasta cerca de US$ 640 milhões por ano no desenvolvimento e manutenção de seu arsenal nuclear. Converter criptomoedas roubadas em dinheiro não é exatamente fácil, e os corretores que estão dispostos a fazer um acordo oferecem bem abaixo do valor de mercado.

Junte isso com o atual crash das criptomoedas e é fácil ver por que a Coreia do Norte já está procurando maneiras alternativas de financiar seu programa de mísseis, como o contrabando de carvão para a China. Quando pressionados a comentar, os representantes dos países em sua embaixada em Londres descartaram o relatório como “notícias totalmente falsas”.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.