Correlação do Bitcoin conta história sobre a volatilidade do mercado

Correlação do Bitcoin com o S&P 500 aumentou com o advento da crise da COVID-19

Depois que a volatilidade atingiu o mercado de consolidação do Bitcoin, o valor do ativo atingiu um pico de $ 12.473 em 17 de agosto. Contudo, desde então, o valor negociado do ativo permaneceu em torno de US$ 11 mil. Até o momento, o BTC foi avaliado em $ 11.586 com um alto coeficiente de correlação de 0,4751 com o S&P 500. Esta não era uma situação ideal para os traders do mercado, entretanto, dada a ação do preço na época, isso era esperado.

De acordo com as observações do analista Plan B, os dois ativos estão se movendo juntos desde o início da guerra comercial EUA-China no primeiro trimestre de 2018. Este evento causou uma queda no mercado S&P, juntamente com o mercado BTC. Depois disso, a flexibilização quantitativa que ocorreu no quarto trimestre de 2018 foi outro exemplo da correlação compartilhada entre BTC e S&P 500 e, finalmente, a queda miserável da COVID-19 que foi testemunhada no primeiro trimestre de 2020.

Image

Fonte: Twitter

 

Considerando que o maior motivo de correlação aumentada entre ações e Bitcoin foi durante a queda associada à COVID-19, nesse evento de liquidez, os traders alavancados foram atingidos por “margin calls” e precisaram vender seus ativos tangíveis, incluindo Bitcoin e ouro, para levantar dinheiro, portanto, havia uma alta correlação entre ouro e Bitcoin. No entanto, como a liquidez escapou do mercado BTC, a correlação com o mercado de ações aumentou.

Correlação do Bitcoin conta história sobre a volatilidade do mercado

Fonte: Ecoinometrics

 

Agora que a volatilidade voltou ao mercado, a correlação com o ouro aumentou. De acordo com a Ecoinometrics, uma vez que “tanto o ouro quanto o Bitcoin completaram sua recuperação em forma de V, a demanda por ativos reais aumentou”. O BTC foi considerado ouro digital e tende a ter uma correlação mais alta com o ouro, pois ambos os ativos foram movidos pela mesma narrativa macro. Contudo, essa tendência foi válida apenas no curto prazo.

Dada a vasta diferença entre o BTC e a capitalização de mercado do ouro, o lado positivo do BTC era muito maior do que o do ouro. Mas, sua volatilidade também será muito maior do que a do ouro. Entretanto, um aumento no valor e na volatilidade do BTC pode, mais uma vez, elevar sua correlação com o metal amarelo.

Fonte: AMBCrypto

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.