Bitcoin se esforça enquanto Ripple registra maior baixa em janeiro

O mercado de criptomoedas passou por mais uma grande correção, em consequência disso, o preço de um grande número delas diminuiu significativamente nas últimas 24 horas.

Possíveis causas

O Ripple registrou uma capitalização abaixo dos $50 bilhões de dólares, atingindo a maior baixa do mês com o preço de $1,22 dólar. Assim como o valor de $10.000 dólares foi um limite psicológico para investidores de bitcoins, o valor de $1 dólar também representa um limite importante, desde então, a moeda havia apresentado um aumento contínuo por várias semanas. Se o preço do Ripple ou do XRP não conseguir se manter acima de $1 dólar, a valorização de mercado da moeda poderá diminuir ainda mais.

No entanto, considerando que o Ripple possui muitos usuários na Coreia do Sul e registra um grande volume de negociações diárias de XRP na UpBit e na Bithumb, duas das maiores plataformas de negociação do país, é pouco provável que o valor de mercado do Ripple reduza para menos de $40 bilhões de dólares. Até o momento, a capitalização de mercado do Ripple é avaliada em menos da metade do Ethereum. É pouco provável que a capitalização de mercado do Ripple reduza para um valor abaixo do atual, a não ser que algo inesperado ocorra a curto prazo.

O Bitcoin também se esforçou para manter os ganhos registrados em 25 de janeiro, apresentando um declínio de 5 por cento em seu preço, de $11.300 para $10.800 dólares. Entre as maiores criptomoedas do mercado, a moeda nativa do Ethereum, Ether, juntamente com o EOS registraram as menores perdas, registrando cerca de 2 por cento de queda em suas valorizações de mercado.

Leia mais: Coincheck congela todos os saques após retirada de 723 milhões de dólares

Criptomoedas em momento difícil

A décima moeda mais valorizada do mercado, NEM, registrou a impressionante queda de 16 por cento em seu preço. A queda inesperada no valor do NEM foi supostamente provocada por uma falha de segurança que ocorreu na CoinCheck, uma das mais importantes exchanges no mercado japonês.

No dia 26 de janeiro, reportagens feitas pela mídia japonesa alegaram que a CoinCheck suspendeu todos os serviços de saques em ienes por causa de transações suspeitas. Algumas reportagens até mesmo alegaram que o valor de $500 milhões de dólares em NEM foi retirado da CoinCheck, entretanto, ainda não se sabe se o ocorrido possui ligações com ataques de hackers.

A Comunidade cripto está ansiosamente esperando uma declaração oficial da CoinCheck, mas até agora, não foi confirmado se a exchange foi hackeada.

Além disso, a movimentação repentina de $500 milhões de dólares de uma exchange japonesa pode ter sido responsável pelo mercado em queda. Diversos investidores sugeriram que outro fator responsável pela queda seja o fechamento dos contratos futuros de bitcoin na CME Group, e a venda de bitcoins em grande escala por investidores institucionais com o objetivo de diminuir intencionalmente o preço da moeda e conseguir obter novos contratos a curto prazo.

Tais ações podem ter fortemente contribuído com a queda na capitalização de mercado do bitcoin, e visto que o bitcoin é considerado a moeda de reserva do mercado, as outras criptomoedas acabaram caindo em virtude disso.

Tendência a curto prazo

Em razão da iminente declaração fiscal americana e da antecipação da data de retorno das exchanges coreanas, o mercado global de criptomoedas provavelmente se recuperará em uma taxa rápida durante o começo de fevereiro.

Fonte: CCN.com

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/