“Criptomoedas nunca mais recuperarão seus valores recordes”, afirma membro da Goldman Sachs

Perspectiva negativa

Conseguirão os mercados de criptomoedas se recuperar da atual correção e quebrar novos recordes a longo prazo? A empresa de serviços financeiros Goldman Sachs acha que não.

De acordo com uma reportagem em 5 de fevereiro, o chefe do setor de pesquisa de investimentos da Goldman Sachs, Steve Strongin, disse que – contrário aos movimentos históricos do mercado – de agora em diante, as alterações de preço de ativos cripto deverão ser menos correlacionadas entre si.

Isto, disse Strongin, significa o fim para criptomoedas que não se emergirem como reais vencedoras no que deverá se tornar um mercado de poucos vencedores com grandes lucros.

“A alta correlação entre as diferentes criptomoedas me preocupa,” disse ele, na reportagem da Bloomberg.

“Por causa da falta de valor intrínseco, as criptomoedas que não sobreviverem provavelmente perderão todo seu valor.”

Strongin ressaltou que é possível que uma ou algumas das atuais criptomoedas consigam emergir das chamadas “bolhas speculativas” como equivalentes cripto da Amazon e da Google, mas disse que é improvável que a maioria das moedas consiga recuperar seus valores recordes.

“Irão algumas das atuais criptomoedas se tornarem vitoriosas como a Amazon ou a Google, ou se tornarão como muitas das páginas de busca defuntas? Apenas porque estamos em uma bolha especulativa, não significa que os atuais preços não possam aumentar para um punhado de sobreviventes,” disse Strongin. “Por outro lado, isto provavelmente significa que a maioria, se não todas, nunca mais atingirão seus valores recordes.”

Leia mais: Mais uma vítima de hackers? Binance nega hack apesar de interromper negociações

Goldman Sachs é apenas mais uma

Isto, naturalmente, sugere que “a bolha especulativa” está se aproximando de seu fim e que investidores começarão a julgar criptomoedas com base em seus méritos individuais, ao invés de classificá-las como uma classe de ativos coletiva, assim como muitos dos ocasionais investidores de varejo estão acostumados a fazer. Tal afirmação também aparenta sugerir que a popularidade da oferta inicial de moedas (ICO) se extinguirá ao invés de continuar a expandir.

De qualquer forma, a Goldman Sachs não é a única a ter a perspectiva de poucos vencedores com grandes lucros. Na quarta-feira, o fundador da Digital Currency Group (DCG), Barry Silbert, fez um comentário semelhante na conferência All Markets Summit: Cripto, organizada pela Yahoo Finanças. No entanto, de uma forma compreensiva, Silbert apresentou um ponto de vista mais otimista com relação à indústria em geral.

Silbert disse que a maioria vasta dos ativos cripto enfrentam um resultado binário – ou se tornarão incrivelmente valiosos ou se tornarão inúteis. É por isso, disse ele, que a Grayscale, empresa pertencente à DCG, lançou seu mais novo produto, um fundo de investimento de ativos cripto que mantém posições com base na capitalização de mercado nas cinco maiores criptomoedas e se reorganiza trimestralmente para refletir a movimentação do mercado.

Fonte: CCN.com