Custos de transação do Bitcoin sobem 400% em meio ao halving

Efeitos do halving? Taxas médias para transações com Bitcoin tem aumentado nos últimos meses

O custo médio de transação do Bitcoin (BTC) subiu 414% nos dias anteriores ao halving, chegando a US$ 3,19 em 8 de maio, partindo de US$ 0,62 em 26 de abril.

Este é o preço mais alto que os “bitcoiners” pagaram por uma transação na rede nos últimos dez meses, de acordo com dados da Bitinfocharts.

As taxas são pagas toda vez que uma transação de Bitcoin é processada e confirmada por um minerador, que recebe as taxas, além da recompensa do bloco como receita.

Taxas altas normalmente indicam que a demanda por transações de processamento é significativamente maior do que a oferta de mineradores – sugerindo que mais pessoas estão usando a rede e dispostas a pagar mais por acordos rápidos.

Os custos de transação ficaram em torno de US$ 1,80 no início de maio, antes de atingir US$ 3,19 há três dias. Na maior parte de abril, as taxas ficaram em média bem abaixo de US$ 1, mas subiram acentuadamente quando o mês chegou ao fim, chegando a US$ 2,86 em 30 de abril. No geral, as taxas cresceram sete vezes no mês.

No momento da redação deste artigo, o custo de uma transação na rede Bitcoin havia caído um pouco abaixo de US$ 2, conforme os dados do Bitinfocharts.

Em julho de 2019, as taxas subiram para US$ 6,18, mas permaneceram significativamente abaixo dos US$ 55 registrados em dezembro de 2017, quando o preço do BTC atingiu um recorde de US$ 20.000.

Historicamente, os halvings têm sido associados a aumentos acentuados nas taxas de transação. O próximo halving – a apenas algumas horas de distância – reduzirá a oferta de bitcoin, reduzindo as recompensas pagas aos mineradores em 50% para 6,25BTC.

Embora os traders estejam entusiasmados com a perspectiva de aumento dos preços do BTC, existe alguma preocupação de que o halving resultará em um declínio acentuado da receita para os mineradores. Analistas dizem que os mineradores podem tentar compensar as perdas de receita por meio de taxas de transação mais altas.

Fonte: Bitcoin.com

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.