Daniel Daianu: Criptomoedas nunca poderão substituir a moeda emitida por um Banco Central

Membro do Conselho de Administração do BNR afirma que criptoativos nunca substituirão moedas fiat

De acordo com um funcionário do banco central romeno, as criptomoedas não irão substituir a moeda emitida pelos bancos centrais, visto que não são necessariamente moedas. A notícia foi publicada pela mídia local na última terça-feira, 16 de abril.

Aparentemente Daniel Daianu, membro do Conselho de Administração do Banco Nacional Romeno (BNR), enfatizou a necessidade de estar ciente da diferença entre as instituições e seus papéis, assegurando que estes não irão desaparecer.

Daianu também citou a importância de distinguir a tecnologia blockchain das moedas digitais.

“Na minha opinião, estes são ativos financeiros, não criptomoedas, e eles não poderão cumprir os papéis de moeda. (…) Criptomoedas nunca poderão substituir a moeda emitida por um banco central. O que pode acontecer é que os bancos centrais tenham uma moeda digital, mas isso também será uma emissão do banco, os bancos comerciais irão receber a moeda digital, que pode se multiplicar. Eu concordo, entretanto, que as novas tecnologias levam à desintermediação e essa característica da descentralização nos mostra o mérito das redes.”, disse.

A Romênia, que se tornou a primeira afiliada da filial da Bitcoin Foundation da Europa Ocidental em 2014, divulgou um projeto que regula a emissão de dinheiro eletrônico (e-money) em julho de 2018.

A iniciativa descreveu o dinheiro eletrônico como “valor monetário armazenado eletronicamente, inclusive magnético, representando uma reivindicação sobre o emissor emitida no recebimento dos fundos com o propósito de realizar transações de pagamento que são aceitas por uma pessoa que não seja a emissora do dinheiro eletrônico”.

Um recente relatório do Fórum Econômico Mundial revelou que pelo menos 40 bancos centrais em todo o mundo estão conduzindo projetos de pesquisa e pilotos com a tecnologia blockchain para abordar questões como inclusão financeira, segurança cibernética e eficiência de pagamentos. O Fórum forneceu dez casos de uso para a tecnologia de contabilidade distribuída em bancos centrais, incluindo o desenvolvimento de divisas do banco central de varejo, entre outros.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli