Diretor de marketing da Unick Forex se pronuncia sobre boatos de suposta captação de clientes para pirâmide financeira

Danter Silva fala sobre conexão com a D9

Recentemente chegou à mídia que o atual diretor de marketing da plataforma Unick Forex, Danter Silva, já esteve envolvido com a captação de clientes para a D9 Clube de Empreendedores, pirâmide financeira que afundou em 2017 após enganar milhares de investidores sob a fachada de trade esportivo.

Aparentemente, Danter está sendo investigado e atualmente responde a um processo movido pelo Ministério Público (MP) do Rio Grande do Sul por suposta relação com o caso.

Com o objetivo de esclarecer a situação, Silva decidiu se pronunciar em um vídeo recentemente publicado no canal oficial da Unick no Youtube.

De acordo com Danter, muitas pessoas estão se apropriando de uma informação “fora de contexto” para gerar um pretexto afirmando que ele possui culpa no caso.

“Eu participei de uma empresa sim, alguns anos atrás, chamada D9 Clube. Eu participei como cliente, na minha cidade. Eu ainda fazia as minhas ocupações, tinha os meus negócios, e (…) acreditei nessa empresa porque ela fazia, dizia que fazia algumas coisas que eu, particularmente, também fazia, também operava naquele mercado. Então eu acreditei. Acabei sendo cliente, acabei indicando para alguns amigos meus”

Silva diz ainda que o processo, que abrange tanto seu nome quanto o nome de dezenas de pessoas, ainda está em andamento e nenhuma conclusão ou condenação foi determinada.

“Hoje, na Unick, eu sou sim diretor de marketing, com um contrato muito bonito assinado como prestador de serviço. Nessa outra empresa eu era cliente.”

Em seguida, Danter pede que aqueles que ainda tiverem dúvidas sobre seu passado perguntem diretamente a ele, aconselhando ainda que não acreditem em notícias tendenciosas e falsas.

“A verdade é que sim, eu participei de uma empresa como cliente, e hoje estou aqui prestando um serviço para vocês”

Fim da D9 e o assassinato de Márcio Rodrigo dos Santos

Em setembro do ano passado foi noticiado que Márcio Rodrigo dos Santos, líder gaúcho da D9, foi assassinado dentro de seu carro em Balneário Camboriú.

De acordo com investigações, antigos investidores que desembolsaram cerca de US$200 milhões para entrar na D9 atearam fogo no automóvel com a vítima dentro. Os criminosos investiram na empresa com o intermédio de Márcio e se revoltaram quando o esquema foi revelado.

O responsável pela empresa, Danilo Santana, já foi preso pela Interpol em Dubai, mas ainda não foi trazido para arcar com a pena porque os Emirados Árabes Unidos não possuem tratado de extradição com o Brasil.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli