Diretores executivos discutem sobre Bitcoins e Blockchain

Recentemente, o fundador do Alibaba, Jack Ma, disse que não tem muito interesse em bitcoin. Em uma nova série, os diretores executivos das gigantes do e-commerce chinês Alibaba, Jingdong Mall (JD) e 58. com compartilharam suas ideias sobre bitcoins e a tecnologia de blockchain. 

Eu não tenho vergonha em dizer que não sei sobre Bitcoin.

No dia 10 de novembro, Jack Ma falou sobre seu filme “A arte do ataque e da defesa” (Gong Shou Dao) em um evento público chamado de “Diálogo com Jack Ma” em Xangai. Uma atriz cujo irmão é obcecado por bitcoins pediu ao bilionário sua opinião sobre o futuro da moeda virtual.

Jack Ma comentou que ele tentou entender quais benefícios o bitcoin pode trazer a sociedade, mas ele não é um grande fã do bitcoin.

“Devemos ser cautelosos sobre bitcoins. Sua tecnologia, no entanto, é realmente poderosa. Presto mais atenção a uma sociedade sem dinheiro e à tecnologia de blockchain. “Eu não tenho vergonha em dizer que não sei sobre Bitcoin.”

Após as iniciativas de grandes instituições financeiras e empresas como a Nasdaq e a IBM, Alibaba tornou-se cada vez mais interessada na tecnologia de blockchain. Nos últimos dois anos, a gigante do e-commerce focou-se no uso de blockchain para aumentar a transparência no setor de filantropia do país, para combater a fraude alimentar e proteger dados de saúde no setor médico. E neste mês de outubro, o diretor de tecnologia da empresa Ant Financial, Cheng Li, fez uma declaração pública sobre o “BASIC”, uma estratégia tecnológica da empresa, pela primeira vez no Computing Conference 2017. A sigla BASIC significa”Blockchain, Inteligência Artificial, Segurança, Internet das coisas e Computação em nuvem.”

Leia mais: Empresa japonesa CAICA entra no mercado cripto

Se os clientes aceitam Bitcoin, então pra mim tudo bem.

Um grande concorrente da Alibaba, a empresa JD juntou-se a indústria de blockchain em 2016. A segunda maior empresa de e-commerce na China tem, até o momento, usado o blockchain em seu ecossistema de Big Data, em um sistema de gerenciamento de ativos e em uma cadeia de fornecimento.

Já em 2014, Liu Qiangdong disse em um talk show financeiro chinês que o bitcoin era usado para comprar passagens aéreas nos Estados Unidos, mas que nunca comprou nenhum bitcoin ou ações e não estava interessado na economia virtual.

O apresentador perguntou-lhe se sua empresa, Jingdong, iria aceitar bitcoins ou criar sua própria moeda JD no futuro, e ele respondeu que:

“Depende de nossos clientes. Se eles estiverem de acordo, então pra mim tudo bem.”

Já se jazem três anos desde que Liu Qiangdong falou sobre bitcoins. Acreditamos que nenhuma empresa na China tentará se destacar das demais e apoiar o bitcoin neste momento.

Se tivesse meu próprio país, com certeza usaria bitcoins.

Diretor executivo da 58. com fala sobre bitcoins em um show ao vivo

Comparado com Jack Ma e Liu Qiangdong, Yao Jinbo, diretor executivo da 58.com (NYSE: WUBA) é mais favorável aos bitcoins. Yao Jinbo tem incentivado pessoas ao seu redor que comprem bitcoins. Mas admitiu que nunca comprou nenhum.

“Nunca comprei nenhum bitcoin. Isso é triste. Bitcoin é uma grande tecnologia com uma grande ideologia. Satoshi deve receber o prêmio Nobel em economia. Acredito que alguns países, especialmente países africanos e países pequenos irão abandonar sua moeda fiduciária e adotar bitcoins em cinco anos. “Se tivesse meu próprio país, com certeza usaria bitcoins.”

Ele acrescentou que a tecnologia de blockchain pode ser algo tão grande quanto a Internet. E está incentivando toda a empresa a examinar os usos da tecnologia de blockchain.

Com quem você concorda? Comente abaixo!

Fonte: Bitcoin.com

 

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/