Dois motivos para explicar a queda de 5% do Bitcoin

Após semanas de alta, o Bitcoin apresentou queda na manhã de hoje

Em 28 de outubro, o “crypto king” Bitcoin caiu para uma baixa intradiária de $ 13.157 às 12h40. UTC na exchange de criptomoedas Bitstamp.  O Bitcoin apresentou queda de mais de cinco por cento de sua alta diária de US$ 13.864, que chegou perto de igualar o pico da criptomoeda em 2019.

Bitcoin queda

Imagem por tradingview.com

 

O chefe final

Um recuo era amplamente esperado na comunidade de criptomoedas, já que o nível de $ 14.000 é percebido como “o chefe final” dos touros. Conforme relatado pela U.Today, o CEO do Real Vision Group, Raoul Pal, mencionou recentemente que era a única resistência que restava antes que o Bitcoin pudesse tentar conquistar seu recorde histórico de US$ 20.000.

Mesmo se não fosse pelo baluarte de $ 14.000, o recente rali do Bitcoin estava evidentemente superaquecido e precisava de uma correção.

Pânico toma conta dos mercados globais

Apesar do sentimento de alta, o Bitcoin não conseguiu ficar acima da briga nos mercados tradicionais. O ouro à vista caiu mais de 1,5 por cento, com o índice do dólar dos EUA (DXY) continuando a subir pelo terceiro dia consecutivo. O índice pan-europeu STOXX 600 caiu mais de três por cento, com a França enfrentando uma quarentena de quatro semanas.

As ações dos EUA também estão solidamente no vermelho, com o Dow caindo mais de dois por cento (567 pontos) após o sino de abertura.

Fonte: U.Today

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.