Domino’s Pizza passa a aceitar Bitcoin

Umas das maiores franquias americanas agora aceita a maior criptomoeda do mercado

De acordo com um post publicado no twitter, a Domino’s Pizza agora aceita pagamentos em Bitcoin via Lightning Network nos Estados Unidos.

Ainda não há detalhes sobre a adoção do sistema nas outras franquias espalhadas ao redor do mundo.

Atualmente a Domino’s possui ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova York, com um valor estimado de US$288,80 no momento da escrita. No ano fiscal de 2017 a empresa registrou cerca de US$215 milhões em lucro. Agora, a companhia faz parte do grande mercado que aceita a maior criptomoeda já criada.

A plataforma da Lightning Network (LN) garante transações instantâneas ao passo que escala o blockchain público. A solução, criada por Elizabeth Stark, elimina preocupações com confirmação de bloqueio graças ao fortalecimento da segurança “por smart contracts blockchain sem a criação de uma transação no blockchain para pagamentos individuais.”

O sistema foi projetado para ser veloz, processando milhões ou bilhões de transações por segundo. Tanto escalabilidade quanto velocidade possuem um efeito que reduz custos, permitindo pagamentos sem a preocupação com grandes taxas.

De acordo com estatísticas, os nós da rede aumentaram de 15.23% para 6.242, aumentando o número de canais abertos para 25.841. Atualmente a rede pode processar US$2.4 milhões em transações.

Tais possibilidades representam um prato cheio para investidores como Jack Dorsey, CEO do Twitter e da Square.

Durante um podcast, Dorsey revelou que a LN em breve irá integrar o sistema do Cash App.

“Adoraríamos tornar (o Bitcoin) o mais rápido, eficiente e transacional quanto possível, e isso inclui observar nossa base de vendas e registros. Não é um ‘se’, é mais um ‘quando’ – como podemos ter certeza de que temos a velocidade e eficiência de que precisamos?”

FONTE: ETHEREUM WORLD NEWS

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli