El Salvador corrige falha de segurança em carteira estatal de Bitcoin

A falha garantia aos usuários a possibilidade de arbitrar a moeda quantas vezes quisessem.

A Chivo, carteira de Bitcoin criada pelo governo de El Salvador, tinha uma falha que permitia realizar arbitragens indefinidamente. Isso ocorreu porque, até então, os preços não estavam atualizando em tempo real.

Primeiro país a adotar o Bitcoin como moeda oficial, realizou diversas ações publicitárias para popularizar o seu aplicativo. Entre elas, a doação de 30 dólares para cada cidadão que o instalasse em seu aparelho móvel. Cerca de 1/3 da população já utiliza a carteira estatal.

Contudo, é importante enfatizar que o governo não obriga as pessoas a utilizar a carteira estatal: é possível escolher qualquer aplicativo para essa finalidade.

 

Em seu Twitter, a equipe da Chivo publicou:

“Tivemos que desabilitar temporariamente a opção de ver o preço do Bitcoin congelado por um minuto. Lamentavelmente, muitos de nossos usuários utilizaram-na para fazer ”scalping”, que é legal, mas sem ter a opção de uma taxa congelada”.

“Fazê-lo com taxa congelada, comparando-a com exchanges em tempo real, é um tipo de fraude”.

Segundo Nayib Bukele, presidente de El Salvador, a adoção em massa da carteira estatal mostra a força de adoção do Bitcoin, visto que existem menos contas bancárias no país que usuários da carteira da criptomoeda.

Ainda não se sabe, contudo, quantos usuários tiraram proveito da brecha de segurança do aplicativo.

No dia 8 de setembro, a Chivo encontrou problemas para listar seu aplicativo no GooglePlay e na AppStore. O presidente do país publicou, em seu Twitter, orientações para ajudar a população a baixar o aplicativo certo. No mesmo dia, o preço do Bitcoin e outras criptomoedas começou a cair.

Foto de Rafael Motta
Foto de Rafael Motta O autor:

Jornalista, trader e entusiasta de tecnologia desde a mais tenra juventude. Foi editor-chefe da revista internacional 21CRYPTOS e fundador da Escola do Bitcoin, primeira iniciativa educacional 100% ao vivo para o mercado descentralizado. Foi palestrante na BlockCrypto Conference, em 2018.