El Salvador usará seus lucros em BTC para criar escolas

O próximo projeto de El Salvador é aprimorar a educação em criptomoedas para os habitantes locais, construindo 20 escolas de bitcoin.

A informação de que o presidente de El Salvador, Nayib Bukele, vai construir 20 novas “Escolas Bitcoin” com os lucros obtidos com a criptomoeda, veio pelo secretário de imprensa da presidência no Twitter.

De acordo com um relatório local, a construção das 20 novas instalações vem apoiar a educação de criptomoeda para os locais e se junta às 400 escolas do programa Minha Nova Escola.

Em outro tuíte, Bukele complementou:

“Agora estamos vendo benefícios adicionais, as escolas que anunciamos. E, se Deus quiser, mais obras virão do produto de um Fundo que foi criado e de uma Lei que foi criada porque ignoramos a oposição”.

El Salvador é o único estado que aceita o BTC como moeda com curso legal. O movimento histórico se tornou realidade em 7 de setembro deste ano, apesar das crescentes críticas que o país enfrentou de organizações globais como o FMI.

A adoção do bitcoin em El Salvador não foi recebida com alegria por todos os salvadorenhos. Alguns deles até foram às ruas para levantar suas vozes contra a lei. Michael Saylor – CEO da MicroStrategy e um proeminente defensor do principal ativo digital – explicou que as faíscas são inevitáveis ​​simplesmente porque o bitcoin é a “tecnologia mais disruptiva da década”.

O anúncio das escolas foi feito logo após o presidente Bukele realizar o ato simbólico de lançar a primeira pedra do primeiro hospital veterinário público de El Salvador, a iniciativa também foi viabilizada pelos investimentos em Bitcoin feitos pelo governo salvadorenho.

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8