Elon Musk e o novo dono do Twitter, a compra foi concluída por US$ 44 bilhões

Elon Musk Twitter

O Twitter aceitou a oferta de Elon Musk de adquirir todas as ações ordinárias em circulação da empresa por US$ 54,20 por ação

Elon Musk, a pessoa mais rica do mundo, com um patrimônio líquido estimado em US$ 270 bilhões, tornou-se o único acionista do Twitter.

A gigante da mídia social confirmou hoje (25) que aceitou a oferta de Musk de comprar as ações em circulação da empresa por US$ 54,20 por unidade e tornar a empresa privada. Musk se ofereceu para comprar a empresa com um prêmio em sua avaliação atual por mais de US$ 41 bilhões no início deste mês, explicando que queria desbloquear o “potencial extraordinário” do Twitter. O desenvolvimento ocorreu dias depois que surgiu que Musk havia adquirido uma participação de 9,2% na empresa. O CEO do Twitter, Parag Agrawal, anunciou então que Musk se juntaria ao conselho da empresa, antes de voltar atrás no anúncio depois que Musk decidiu não ingressar no conselho.

Embora a oferta do CEO da Tesla e da SpaceX de comprar uma participação de 100% na empresa tenha sido vista como uma grande notícia no mundo da tecnologia, as chances de ser aceita pareciam menos prováveis ​​quando o conselho da empresa lançou o que é conhecido como “pílula de veneno”, uma política que permitiria aos acionistas comprar ações da empresa com desconto, diluindo o valor das participações de Musk. No entanto, a empresa confirmou que aceitou a oferta de Musk.

Além de elogiar o potencial futuro do Twitter, Musk mencionou repetidamente seu interesse em defender a liberdade de expressão em relação às mídias sociais. Antes de anunciar que tinha uma participação de 9,2% na empresa, ele postou uma pesquisa perguntando a seus 80 milhões de seguidores se a plataforma apoia a liberdade de expressão.“ As consequências desta pesquisa serão importantes”, escreveu ele. “Por favor, votem com atenção.” Ele também reclamou de contas de spam relacionadas a criptomoedas na plataforma, criticando a empresa por se concentrar em oferecer suporte a NFTs em vez de resolver o problema de spam.

Hoje depois que a compra foi aceita, Elon Musk, foi a rede social e postou que esperava que até seus opositores que não compactuem com suas ideias continuem na rede.

Em um comunicado feito por Elon Musk, fica bem claro que a liberdade de expressão será o carro chefe da rede.

A liberdade de expressão é a pedra angular de uma democracia em funcionamento, e o Twitter é a praça da cidade digital onde são debatidos assuntos importantes para o futuro da humanidade.

Continuou:

Quero tornar o Twitter melhor do que nunca, aprimorando o produto com novos recursos, tornando os algoritmos de código aberto para aumentar a confiança, vencer os bots de spam e autenticar todos os seres humanos. O Twitter tem um tremendo potencial – estou com a empresa ansioso para trabalhar com você e a comunidade de usuários para desbloqueá-lo.

No entanto, Musk é indiscutivelmente mais conhecido por sua presença irreverente na plataforma. Ele regularmente atira em outras figuras públicas e publica memes irônicos, muitas vezes referenciando criptomoedas como Dogecoin e até mesmo suas próprias empresas. Suas referências regulares a ativos criptos e o preço das ações da Tesla o colocaram em apuros com a SEC no passado, porque seus tweets geralmente causam choques nos mercados (Dogecoin disparou novamente hoje nas notícias da compra), mas isso pouco fez para dissuadi-lo de enganar atrás de seu teclado. Agora que ele está promovendo ativamente uma narrativa de liberdade de expressão como único proprietário da empresa, é difícil vê-lo diminuir sua personalidade online tão cedo.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_