Empresa alemã lança dois fundos de investimento em mineração de Bitcoin

A iniciativa visa atrair investidores suecos e asiáticos

De acordo com um comunicado à imprensa, a Xolaris, companhia alemã de investimentos, lançou um fundo europeu de capital privado focado na mineração de Bitcoin. Com a iniciativa, a empresa planeja arrecadar de US$34 milhões a US$57 milhões para um projeto de 4 anos.

“Investidores profissionais continuaram nos pediram para criar um produto regulado na área de criptoativos”, disse o CEO da empresa, Stefan Klaile.

Aparentemente, o fundo possui um investimento mínimo de US$285.000.

De acordo com o CEO, o fundo é uma joint venture com o proprietário de uma fazenda de mineração, Marc Stehr. A mineradora de Marc supostamente conta com 2.000 supercomputadores, e é situada na Suécia. Segundo a mídia, parte do fundo será utilizado em um projeto de expansão desta fazenda.

“Nós decidimos por um produto conjunto com Marc Stehr pois o Sr. Stehr já possui uma infraestrutura de mineração (…) que já provou estar produzindo Bitcoin com sucesso. Isso quer dizer que vários riscos já foram eliminados.”, disse Klaile.

A escolha da mineradora também foi estratégica, visto que a Suécia apresenta um clima mais frio e um custo reduzido de eletricidade.

A política nacional também é um agravante, visto que o país está caminhando para uma sociedade sem dinheiro, como já noticiado pelo WeBitcoin.

O Grupo Xolaris também pretende lançar um segundo fundo de mineração de Bitcoin de US$50 milhões em Hong Kong, visando atrair investidores asiáticos.

FONTE: CCN