Empresa americana de software ganha patente para projeto anti-spam baseado em Blockchain

A solução também pode ser utilizada para resolver problemas com autenticação de documentos

A Salesforce, empresa americana de software, ganhou uma patente para detectar spam utilizando o blockchain.

A companhia, que oferece uma plataforma de correspondência baseada no sistema cloud, petenteou uma solução que permite identificar se o email original foi modificado durante o envio. O novo projeto também poderá melhorar os filtros existentes, que diversas vezes não são capazes de distinguir emails comuns e spam.

De acordo com a parte técnica do documento, o primeiro servidor deve registrar um componente selecionado da mensagem em um bloco para obter aprovação. Assim que o segundo servidor recebe a mensagem, ele deve verificar o registro blockchain para descobrir se houve substituição de dados. Se as mensagens corresponderem, o email será marcado como “desejado”. Caso ocorra alteração, o email automaticamente vai para a pasta de spam.

Embora a patente aborde este tópico específico, a Salesforce afirmou que a tecnologia também pode ser utilizada para resolver problemas de autenticidade de registros médicos, escrituras, documentos legais, etc.

A Credo, outra plataforma de gerenciamento de email, também está utilizando o blockchain na tentativa de combater o spam.

Recentemente o WeBitcoin noticiou que a IBM adquiriu uma patente para manter limites seguros entre objetos de realidade aumentada (AR) e locais físicos do mundo real por meio do blockchain. A tecnologia permite que dispositivos móveis obtivenham determinados sinais sob locais “indesejáveis”.

FONTE: COINTELEGRAPH