Empresa do cofundador da Ethereum inicia serviço de compliance para tokens

Importância do compliance no mercado cripto tem sido cada vez mais reconhecido

A ConsenSys Inc., que está tentando se transformar em um fornecedor de software de serviço completo para a rede Ethereum, está lançando um serviço automatizado para capturar “bandidos de cripto”.

Liderada por um dos co-fundadores da Ethereum, Joseph Lubin, a empresa com sede em Nova York está lançando um produto focado nos requisitos de compliance regulatória de KYC (conheça seu cliente) que provaram ser uma dor de cabeça para muitas empresas de criptomoedas.

“Há cada vez mais pessoas construindo aplicativos descentralizados que precisam disso como uma peça de Lego”, disse Lex Sokolin, executivo da ConsenSys em Londres. “O que estamos tentando fazer é tornar a atividade na infraestrutura financeira descentralizada muito mais segura, transparente e muito mais fácil de rastrear.”

Com pagamentos tradicionais, bancos e empresas como a Visa Inc. ficam atentos a atividades como lavagem de dinheiro. Nas criptomoedas, as políticas de KYC  têm sido variadas e precisas – um problema principalmente porque as autoridades estão cada vez mais investigando.

Muitas exchanges de criptomoedas contrataram provedores de análises e compliance de terceiros, como Chainalysis Inc. e CipherTrace Inc., para ajudá-los a determinar se um determinado cliente e lote de moedas podem estar relacionados a hacks ou atividades criminosas.

A ConsenSys está entrando no abarrotado mercado de compliance esperando que seu foco exclusivo em apenas uma rede de pagamento de moedas digitais – Ethereum, onde a maioria dos tokens são emitidos – ajude. ETH, a segunda maior criptomoeda depois do Bitcoin, é a moeda “nativa” da plataforma descentralizada.

O ConsenSys poderá analisar transações relacionadas a mais de 280.000 moedas emitidas na Ethereum. Ele se concentrará nas exchanges e nas chamadas empresas financeiras descentralizadas, que permitem empréstimos e outras funções financeiras, usando software automatizado que se tornou conhecido como contratos inteligentes.

Houve uma explosão nesses serviços de DeFi nos últimos meses, e a base de usuários da indústria emergente aumentou para 200.000 recentemente, acima dos 20.000 do ano passado, disse Sokolin.

Fonte: Bloomberg

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.