Empresa YouXWallet é investigada por pirâmide financeira

A empresa YouXWallet está sendo investigada pela Polícia Civil de Salvador por suspeita de pirâmide financeira 

De acordo com a reportagem da Rede Globo, transmitida nesta quarta-feira (11), por meio da filia na Bahia, relata que a empresa YouXWallet, comandada por Joab dos Santos, está passando por investigações logo após denúncias de clientes. 

O responsável Joab dos Santos, conhecido também como Pastor Joab, está sendo investigado pela Delegacia de Combate a Crimes Cibernéticos, da Polícia Civil de Salvador.

O Delegado da Polícia Civil, João Roberto Cavadas, afirma que “no mercado financeiro, não há nenhuma aplicação financeira que rende 20%, 30% ao mês”. 

A empresa YouXWallet prometia rendimentos de até 400% por operações com Bitcoins e outras criptomoedas, e bônus para quem trouxesse mais investidores, com premiações em celulares, carros e até viagens para Dubai. 

Segundo a reportagem, a empresa não tem autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para atuar no mercado financeiro, operando de forma ilegal no país. A YouXWallet informava que distribuía a rentabilidade dos seus clientes através de aplicações feitas por mercado Forex. 

A YouXWallet notificou recentemente que sofreu um ataque de hackers e fazendo com que suspendesse todo o sistema, inclusive os pagamentos. 

De acordo com o cliente entrevistado na reportagem, a empresa parou de paga no início de setembro e casou um prejuízo de R$160 mil.

Em 2011, Joab divulgava outra pirâmide financeira na Bahia, a empresa Telexfree, onde aparecia ostentando dinheiro e carros luxuosos, conforme notificou a reportagem da Rede Globo. 

A empresa Telexfree está proibida de atuar no Brasil desde 2014, de acordo com a Justiça, em 2016 a empresa Telexfree recebeu a sentença que a proíbe de realizar novos contratos, sob pena de multa de R$ 100 mil por cada um deles.  

Imagem de lethutrang101 por Pixabay.

Foto de Mirian Romão
Foto de Mirian Romão O autor:

Graduada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e Pós-Graduada em Comunicação em Redes Sociais.

mirian_romao