Empresário chinês é acusado de fraude em esquema envolvendo investimento em token

Mais de 20 vítimas foram identificadas

De acordo com o South China Morning Post (SCMP), um grande empresário chinês foi acusado de fraudar um esquema de investimento em hardware de mineração de criptomoedas, enganando diversos investidores em Hong Kong.

Aparentemente o Partido Democrata registrou mais de vinte queixas desde outubro do ano passado. De acordo com as vítimas, o esquema era liderado pelo empresário Wong Ching-kit, de 24 anos.

Segundo as queixas, os indivíduos sofreram perdas entre US$ 2.500 e US$ 127.600, e agora exigem o reembolso total de seus investimentos.

A polícia local afirmou que pelo menos nove indivíduos já haviam apresentado queixas contra o esquema. Combinadas, as vítimas perderam pelo menos US$120.000 na fraude de Wong.

Ele é acusado de enganar os investidores na compra do harware de um token apelidado de “Filecoin”, prometendo lucros em três meses. Entretanto, o token da criptomoeda ainda não está disponível para negociação.

Assim que perceberam a situação, as vítimas exigiram reembolso, que foi prometido por Wong. No entanto, a promessa ainda não foi cumprida.

Para auxiliar os afetados, o Partido Democrata designou Ramon Yuen Hoi-man, vice-porta-voz do painel de política do partido. De acordo com Ramon, após aceitar a tarefa, recebeu um telefonema “ameaçador” (que não citou o nome de Wong).

Agora, ele está pedindo ao governo que amplie as medidas para a regulamentação das criptomoedas.

Wong também está sendo investigado por lavagem de dinheiro.

“Apenas vendo máquinas de mineração, mas estou sendo tratado como se tivesse cometido um assassinato. Quando eles ganham dinheiro, não há agradecimento. Quando perdem dinheiro, chamam isso de fraude.”, disse Wong nas mídias sociais.

FONTE: COINTELEGRAPH