Enfermeira americana é presa por vender drogas em troca de Bitcoin no mercado negro

A acusada poderá enfrentar prisão perpétua

Recentemente uma enfermeira de Cordova Rach, Califórnia, foi acusada pelas autoridades federais de vender drogas ilícitas em troca de quantias em Bitcoin no mercado negro.

Utilizando o nome “Farmacy41”, Carrie Alaine Markis conseguiu ganhar mais de 200 Bitcoins em três mercados.

Carrie fez uma aparição no tribunal federal em Sacramento, onde recebeu diversas acusações de tráfico de drogas.

Aparentemente, Markis utilizava o usuário no mercado negro desde 2013, supostamente vendendo pílulas de pessoas que possuíam prescrições legais. Segundo pesquisas, Carrie pode ter vendido em torno de 9 mil pílulas de hidrocona, mais de 2.5 mil oxicodona, cerca de mil pílulas de metadona, 70 adesivos de fentanila e 70 comprimidos de morfina.

Assim que a Silk Road foi encerrada, a acusada migrou para Pandora e AlphaBay. De acordo com fontes, Carrie era muito conhecida no mercado negro. Segundo um comentarista, ela poderia ter mudado o nome entre os mercados, o que não fez provavelmente para manter sua reputação.

O nome “Farmacy41” foi escolhido baseado no fato de que a acusada tinha 41 anos na época, e seu negócio era acima da linha de venda de vitaminas Nutritive.

Todo o conteúdo vendido consistia em substâncias controladas, que poderiam levar à prisão por apenas uma venda. Graças às evidências encontradas pelos investigadores, Markis corre o risco de enfrentar prisão perpétua.

A região já havia se tornado notícia em novembro do ano passado, quando um casal foi preso em Cordova Ranch por vender drogas na internet. Apesar de nada ter sido revelado pelas autoridades, é provável que o casal tivesse consciência dos negócios de Carrie, e vice-versa. Muitos especulam que Markis foi identificada graças a informações coletadas durante o interrogatório de Paul Barnes e Tiarra Maureen Jackson.

De modo oficial, a prisão é resultado do fim do AlphaBay em 2017. Entretanto, o período entre tal época e a prisão deixa aparente que eram necessárias mais provas para emitir um mandado legítimo contra Carrie. De acordo com a mídia, ela foi presa sob acusação de distribuição de fentanil. As autoridades devem esperar o interrogatório para adicionar mais acusações.

FONTE: CCN

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli