Ernst & Young adquire cripto ferramenta fiscal para realizar auditorias em blockchains

Conforme busca expandir seus serviços relacionados a blockchain e capacidades ao redor do mundo, a gigante do ramo de contabilidade Ernst & Young adquiriu tecnologia cripto desenvolvida pela empresa Elevated Consciousness.

Isso incluiu a tecnologia Contabilidade e Fiscalização de Cripto Ativos (CAAT), uma ferramenta que se vincula com diversas carteiras de criptomoedas e exchanges, melhorando a visibilidade de transações e inventário.

Leia mais: Mike Novogratz: mercado das criptomoedas atingirá uma capitalização de US$800 bilhões em 12 meses

Análise fiscal para cripto ativos

Segundo o vice-diretor dos serviços fiscais da EY, a ferramenta CAAT posicionará a empresa de auditoria como líder do segmento, permitindo que ela sirva diversas organizações que estão adotando cripto ativos. Segundo o líder de fiscalização de blockchain da Ernst & Young LLP, Michael Meisler, tecnologias como a CAAT permitirão que empresas membro, bem como clientes, avaliem melhor os riscos associados com a declaração de ganhos advindos de cripto ativos passíveis de impostos.

O desenvolvimento da ferramenta CAAT foi realizado pelo, dentre outras pessoas, empresário do Vale do Silício, VJ Anma. O empresário em série já trabalhou como gestor de um fundo de criptomoedas. A EY pretende integrar a ferramenta CAAT com a tecnologia de auditoria de blockchain da empresa.

“Nós planejamos integrar a ferramenta CAAT em nosso portfólio de análise de blockchain, a fim de nos desenvolvermos como um dos maiores conjuntos de tecnologia e processadores de serviços fiscais da indústria,” afirmou o líder global de inovação em blockchain da EY, Paul Brody, durante uma conferência que falava sobre as tecnologia lançadas pela empresa em abril deste ano.

A tecnologia de Análise de Blockchain (Blockchain Analyzer) foca em negócios que utilizam criptomoedas, dando às equipes de auditoria da Ernst & Young a capacidade de coletar todos os dados de transação de uma organização, com múltiplos registros de blockchain. Algumas das criptomoedas que serão utilizadas para testar o Blockchain Analyzer incluem Bitcoin, Ethereum e Litecoin.

Leia mais: Polícia de Londres é educada para lidar com criptomoedas em meio às preocupações sobre lavagem de dinheiro

Pioneirismo

A Ernst & Young tem um histórico de pioneirismo no setor de blockchain. Em setembro do ano passado, por exemplo, a empresa se juntou com a maior empresa de transportes do mundo, Maersk, bem como com a maior fabricante de softwares do mundo, Microsoft, para lançar a primeira plataforma de seguro marítimo focada em blockchain. A solução em blockchain foi desenvolvida para melhorar a eficiência do setor de seguros marítimos, que já tem 400 anos.

Além disso, a unidade suíça da Ernst & Young se tornou a primeira das Quatro Grandes empresas de contabilidade a aceitar bitcoin como forma de pagamento pelo seus serviços de consultoria, no fim de 2016.

https://twitter.com/Switzerland/status/802146724944850945

À época, a empresa de consultoria também instalou um caixa eletrônico de Bitcoin em seus escritórios, para utilização de seus funcionários, bem como membros do público.

Leia mais: Coinbase lança vale-presentes de criptomoedas na Europa

Fonte: CCN