Escocês é preso após tentar comprar armas na Dark Web com Bitcoin

O acusado enfrentará 5 anos de prisão

De acordo com relatórios, o engenheiro de software David Mitchell foi preso após tentar comprar uma pistola Glock 9mm dos Estados Unidos, um silenciador, 150 cartuchos de munição e uma revista com mais de US$2500 em Bitcoin na Dark Web.

Por possuir o mesmo nome, o engenheiro pode ser confundido com o ator e comediante britânico David Mitchell, que participou de filmes como “A Megera Domada” e “A Viagem”.

Segundo dados, o engenheiro possui um histórico de problemas comportamentais e depressão. Durante a audiência, testemunhas afirmaram que Mitchell tinha certa obsessão em explorar as possíveis transações da Dark Web.

O engenheiro só foi capturado após uma união de forças dos EUA e da polícia escocesa. Agora, David enfrentará 5 anos de prisão.

“Você afirma que não possuía intenção de causar danos a ninguém, mas o fato é que você realizou um esforço considerável para se apossar de uma arma potencialmente letal e munição. Você deve ter apreciado o fato de que isto é ilegal. Por esta conduta, você deve ser punido”, disse o juiz no momento da sentença.

Este é considerado o primeiro caso de grande sucesso da Parceria para o Crime Organizado (OCP), unidade de combate ao crime formada pela polícia escocesa e pela National Crime Agency, do Reino Unido.

Sobre a compra, as autoridades americanas interceptaram os produtos deixando o país e alertaram a polícia da Escócia. Logo a OCP assumiu o caso e passou a monitorar Mitchell, após enviar ao engenheiro uma arma falsa. Assim que o mandado de prisão foi liberado, as autoridades o levaram sob custódia.

De acordo com Andrew Laing, vice-procurador fiscal, a situação se tratava de um “esforço organizado e premeditado para levar uma arma ilegal, munição e silenciador à Escócia e a condenação e sentença concedidas a David Mitchell enviam uma forte mensagem aos demais que este tipo de comportamento criminoso não será tolerado”.

Comumente utilizados para fins ilegais, muitos apontam que o Bitcoin e demais criptomoedas precisam de regulamentos para promover a adoção em massa, garantindo que a utilização tenha fins legais. Entretanto, crimes com moedas fiat acontecem tanto quanto os envolvendo cripto, o que aponta que o problema não é o dinheiro, e sim os criminosos.

FONTE: CRYPTO DAILY

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli