Especialista: Amazon deveria estar lançando a Libra, não o Facebook

Grande autor fala sobre a falta de confiança em relação à Libra

De acordo com Ben Mezrich, autor do livro Bitcoin Billionaires, uma das razões que justificam o fato do Projeto Libra estar passando por tantas dificuldades é o envolvimento do Facebook.

Falando sobre o tópico junto à CNBC, Mezrich pontuou que a empresa não passa a confiança necessária para um projeto de tal porte, visto seu histórico com o compartilhamento de dados dos usuários.

“A confiança é tudo. Você não pode ter um banco, não pode ser uma nova moeda sem que as pessoas confiem (…). E as pessoas não confiam no Facebook”

O autor afirmou que simpatiza com a ideia do ativo, que representa uma criptomoeda para as “massas”. Entretanto, ele aponta que não é isso que o projeto oferece, visto que a Libra não é uma criptomoeda de verdade, não é P2P.

Em seguida, Mezrich declarou que a iniciativa poderia facilmente ser comandada pela Amazon, que segundo ele inspira mais confiança nos usuários.

“Eu acredito que a Amazon poderia realizar isso, porque por alguma razão, todos nós confiamos na Amazon. Colocamos nossos cartões de crédito lá todos os dias.”

Ele afirma ainda que, neste caso, os reguladores acompanhariam o projeto de perto, mas não haveria toda a comoção que está sendo causada atualmente, como a audiência no Senado americano.

Alavancando o Bitcoin

Citando a maior criptomoeda do mercado, Mezrich afirma que a Libra irá alavancar (e muito) o Bitcoin, não só por trazer mais visibilidade ao setor, mas por mostrar como ele é muito melhor, visto que não há Facebook, não há intermediários nos quais os usuários devem depositar sua confiança.

O especialista ainda falou sobre o posicionamento de Donald Trump sobre a moeda, declarando que o presidente precisa conversar com alguém que entenda do mercado, visto que ao contrário do que ele afirmou, o Bitcoin possui tanto valor quanto utilidade.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli