Especialista prevê queda drástica na mineração do Bitcoin após o halving

Possibilidade apontada por Tone Vays indica grandes perdas na mineração de Bitcoin após o halving

Como noticiado anteriormente pelo WeBitcoin, no dia 20 de maio de 2020 irá ocorrer o halving do Bitcoin, evento que irá reduzir pela metade o fornecimento da moeda por bloco minerado.

O marco, de acordo com o trader Tone Vays, pode causar um grande impacto negativo para os mineradores, que segundo ele, podem ver este mercado sofrer uma grande redução.

Tecnicamente, tudo está em jogo até o final de 2020, após, não é provável que rompa abaixo de $5.000.

Pior cenário: o preço cai para $5k no halving, e após o halving 70% dos mineradores encerram as atividades devido à receita negativa, o Bitcoin cai em valor, mas em seguida ressurge dos mortos!

A previsão de Vays é um tanto perturbadora, mas não deixa de fazer sentido.

Com o valor registrado no recente bear market, muitos mineradores deixaram o mercado, visto que as contas de energia não eram cobertas pelos lucros da mineração. Se o mesmo ocorrer após o halving, a redução na recompensa por bloco poderá resultar na saída de muitas mineradoras do mercado.

Em contrapartida, dados dos dois últimos halvings apontam que o número de mineradores cresceu exponencialmente após a redução. De acordo com Thomas Lee, cofundador da Fundstrat, isso ocorre pois geralmente o ano que antecede o evento é marcado por um grande rally, atraindo diversos indivíduos para a prática.

A visão de Lee também ajuda a explicar a grande valorização registrada pelo Bitcoin nos últimos meses, subindo de pouco mais de US$3.000 em janeiro, para um valor superior a US$11.000 nos últimos dias.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli