Mulher israelense de 69 anos transformou um investimento em Bitcoin de $ 3 mil para US $ 320 mil

Depois de valorizar em 100 vezes seu investimento inicial, o Banco Hapoalim se recusa a receber o deposito de US $ 320.000

A aposentada israelense Esther Freeman supostamente transformou um investimento de ILS 10.000 em Bitcoin, no valor de aproximadamente US $ 3.000 na época, em ILS 1.000.000 (aproximado US $ 324.000) em oito anos. No entanto, o Hapoalim Bank, um dos maiores do país, negou aceitar os lucros como fonte inicial de investimento que pudesse ter uma conexão com operações financeiras ilegais.

O dinheiro é o problema

Em 2013, uma cidadã israelense aposentada de 69 anos, Esther Freeman, decidiu entrar no mercado de criptomoedas investindo cerca de US $ 3.240. Apesar de seus 69 anos, a aposentada disse que ela é “jovem de espírito” e que seus parentes mais jovens influenciaram principalmente em sua decisão:

Ouvi meu filho e meus sobrinhos, os rapazes, e disse que ia fazer uma tentativa. Sem nenhum conhecimento sobre o assunto, na real inocência de um cidadão comum. Nunca pensei que NIS 10.000 se tornaria quase NIS 1 milhão.

Mesmo que Freeman tenha multiplicado seu investimento por 100 vezes, o Banco Hapoalim se recusou a depositar o valor transferido da plataforma de criptomoeda FIAT, que ela usou como depósito inicial, anos atrás, foi feito em dinheiro (moeda fiat).

Portanto, a origem dos fundos pode estar relacionada à lavagem de dinheiro ou financiamento do terrorismo, explicou o Banco. Além disso, a instituição descreveu alguns dos notórios lados sombrios da indústria de ativos digitais que os Bancos normalmente fornecem:

As características das moedas digitais, permitem que sejam transferidas anonimamente e sem supervisão, muitas vezes evitando a necessidade de usar os fatores financeiros que se aplicam ao regime de combate à lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.

Para ter uma chance melhor de obter seus fundos, Freeman nomeou Shaul Zioni como seu advogado e abriu um processo contra o Banco. A aposentada disse que ao longo dos anos foi uma cliente fiel do Banco e que precisa do dinheiro para ajudar um de seus filhos:

O Banco conhece minha conduta. Não tenho dinheiro em nenhum outro lugar, apenas no Banco Hapoalim. Eles sabem que não faço lavagem de capital nem faço negócios fora do Banco. Estou aposentada. Todos os meus quatro filhos têm contas bancárias. O dinheiro que preciso seria para ajudar um dos meus filhos a comprar um apartamento.

O advogado de Freeman – Shaul Zioni – também falou sobre o assunto. Ele observou que sua cliente deseja que o tribunal declare que a fonte do dinheiro investido no Bitcoin é “conhecida, clara e apoiada por referências”. Ao longo dos anos, Freeman manteve seu Bitcoin em várias carteiras digitais, nas quais nenhuma outra transação foi feita, acrescentou Zioni.

Posteriormente, o tribunal decidiu que a instituição financeira não deve restringir a atividade de contas a seus clientes apenas porque eles estão vinculados a moedas digitais. O Banco Hapoalim recebeu o caso e prometeu estudar seus detalhes e “responder da maneira usual”.

Israel quer tratar empresas de criptomoedas como Bancos

Devido aos riscos do uso de ativos digitais em atividades criminosas, as autoridades israelenses planejaram recentemente aplicar as regras bancárias antiterror.

A partir de agora, o governo teve que gastar recursos significativos para descobrir fraudes em áreas onde as empresas não eram obrigadas a relatar todas as operações financeiras. Se a nova política entrar em vigor, todas as empresas relacionadas à criptografia precisarão fazer relatórios como os Bancos.

As novas regras também devem beneficiar as pequenas empresas de ativos digitais, uma vez que os relatórios prometem ser acessíveis e modernizados. Dessa forma, essas empresas poderiam fornecer mais confiança na segurança de seus serviços.

Fonte: Crypto Potato

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno.Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_