Estudo mostra que não há ligação direta entre videogames e violência

Estudo apontou que a correlação entre videogames violentos e atos de violência cometidos pelas pessoas não foi considerado significativo

O estudo foi liderado por Aaron Drummond, pesquisador da Universidade Massey da Nova Zelândia, abordando a metanálise (um projeto usado para avaliar sistematicamente os resultados de pesquisas anteriores), que envolveu o reexame de 28 estudos que remontam a 2008 que procuravam ligações entre videogames e atos de violência na vida real.

O relatório, publicado hoje na Royal Society Open Science, constatou que “jogar videogames violentos não parece aumentar significativamente a agressividade dos jogadores ao longo do tempo”. Os estudos anteriores mostraram uma correlação positiva extremamente pequena entre jogar videogames violentos e comportamento agressivo, mas era “pequeno demais para ser praticamente significativo”.

A meta-análise também constatou que alguns estudos de baixa qualidade exageraram o impacto dos jogos na violência, com estudos de melhor qualidade confirmando que os efeitos são insignificantes. Ele também descobriu que jogar jogos a longo prazo não resulta em usuários se tornando lentamente mais agressivos. De acordo com o estudo, “não há evidências para mostrar uma ligação de longo prazo entre videogames agressivos e jovens violentos”.

————————————————————————————————————————————–

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: coinext.com.br

————————————————————————————————————————————–

“Convocamos tanto os acadêmicos individuais quanto as associações profissionais, como a American Psychological Association, a serem mais próximos sobre o relacionamento extremamente pequeno observado em estudos longitudinais entre jogos violentos e agressão juvenil”, escreveram os autores.

Em janeiro, o ex-vice-presidente dos EUA e candidato à presidência Joe Biden se referiu aos desenvolvedores de jogos que ele conheceu enquanto vice-presidente como “arrepiantes” e “arrogantes”, dizendo que fazem jogos que ensinam as pessoas a matar.

Após vários tiroteios em 2018, os videogames se viram sob um tipo de escrutínio nunca visto desde o massacre de Columbine. Isso levou à discussão do assunto na Casa Branca – e à criação de uma montagem de videogame para ilustrar a violência em certos títulos (acima). Até vimos um juiz proibir um garoto de jogar títulos violentos após uma ameaça de tiro.

Fonte: TechSpot

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.