ETFs de criptoativos: vantagens e desvantagens

Os ETFs de criptoativos oferecem algumas vantagens, mas não são a opção certa para todos os investidores

ETFs de criptoativos: vantagens e desvantagens

Quando a SEC aprovou o primeiro ETF de futuros de Bitcoin dos EUA em outubro, foi anunciado como um grande passo à frente para a indústria, pois tornou o bitcoin mais acessível a um grupo mais amplo de investidores. No entanto, como você verá a seguir, muitos investidores estariam melhor comprando criptomoedas diretamente.

ETF de criptoativos

ETF é um grupo de ativos, como ações, commodities, criptomoedas ou títulos. ETFs são negociados em bolsas, assim como ações normais. É uma maneira popular de construir uma carteira de investimentos diversificada.

Os ETFs de criptoativos obviamente contêm criptomoedas. No entanto, até agora, a SEC só liberou ETFs futuros de Bitcoin. Os futuros são um tipo de derivativo, você está essencialmente comprando um contrato para comprar ou vender Bitcoin a um preço fixo no futuro.

Três ETFs futuros de Bitcoin foram aprovados: ETF Valkyrie Bitcoin Strategy, ETF ProShares Bitcoin Strategy, ETF VanEck Bitcoin Strategy.

Vantagens de investir em ETF de criptoativos

Você pode investir em criptomoedas de uma conta de corretagem comum: um ETF de criptomoedas oferece aos investidores exposição ao Bitcoin de sua conta de corretagem comum. Isso atrairá qualquer pessoa que esteja relutante em usar uma exchange de criptomoedas que não siga os mesmos regulamentos de um corretor da bolsa normal.

Há menos risco de roubos ou fraude: outra razão pela qual os investidores em criptomoedas se retêm é o medo de hacks ou fraudes. E aqui, os ETFs oferecem uma camada de proteção.

Para começar, um ETF de futuros de Bitcoin não possui o ativo subjacente, portanto, há menos risco de roubo. Além disso, as plataformas que negociam ETFs são regulamentadas e suas atividades são monitoradas. Em muitos casos, você também estaria protegido pela cobertura se a corretora falir.

Vantagens fiscais: os impostos sobre criptomoedas podem ser complicados e ainda há alguma incerteza sobre as novas regras que devem entrar em vigor nos próximos anos. Embora existam implicações fiscais para os novos ETFs de Bitcoin, os relatórios devem ser muito mais diretos.

Um benefício fiscal importante é que é fácil manter um ETF de criptomoedas em contas com vantagens fiscais. Se você gostaria de colocar um ativo de alto risco como criptomoeda em seu fundo de aposentadoria é outra questão, mas se o fizer, um ETF pode ser uma boa maneira de fazê-lo.

Desvantagens de investir em ETF de criptoativos

Você realmente não possui a criptomoeda: os ETFs futuros de Bitcoin não possuem diretamente nenhum Bitcoin. E o ETF não acompanhará necessariamente o preço do Bitcoin. Esteja ciente de que os derivativos são instrumentos financeiros complexos. Se alguém está nervoso para comprar criptomoeda porque não entende completamente a mecânica, é provável que também não entenda completamente como os derivativos funcionam.

Você pagará taxas de ETF: esteja você comprando ETFs ou criptomoedas, sempre há taxas envolvidas em algum momento. A maioria das exchanges de criptomoedas cobra taxas para depositar, sacar ou negociar, ou uma combinação dos três.

No entanto, poucas exchanges de criptoativos respeitáveis ​​cobram uma taxa anual para manter ou gerenciar seus fundos. Em contraste, os ETFs cobram algo chamado taxa de despesas para cobrir os custos de administração e gerenciamento do fundo.

Por exemplo, se um ETF cobra uma taxa de despesas de 0,95%, então para cada R$ 1.000 que você investir, você pagará R$ 9,50 por ano em taxas.

Você não pode gastar ou ganhar renda passiva em suas criptomoedas: muitas pessoas olham para criptomoedas como um veículo de investimento. Mas também é uma moeda, e as plataformas de cripto oferecem várias maneiras para os usuários gastarem seus ativos, como cartões de crédito ou débito cripto ou aplicativos de pagamento.

Além disso, existem várias maneiras de investidores de buy-and-hold obterem renda passiva que não está aberta a investidores de ETF Bitcoin. Uma é colocar as criptomoedas em staking e contribuir para a segurança geral da rede. As recompensas variam de token para token, mas não é incomum encontrar APYs de 5% a 20%.

Alto risco

Existem todos os tipos de maneiras de investir em criptomoedas, seja comprando diretamente de uma exchange, comprando um ETF Bitcoin ou comprando fundos ou ações com exposição a criptomoedas. Seja qual for a opção escolhida, esteja preparado para a volatilidade.

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8