EUA vão a tribunal para recuperar US $ 154 mi roubados da Sony, convertidos em BTC

O Departamento de Justiça entrou com uma ação civil de confisco para devolver mais de US $ 150 milhões roubados da Sony e convertidos em Bitcoin

EUA vão a tribunal para recuperar US $ 154 mi roubados da Sony, convertidos em BTC

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos anunciou o ajuizamento de uma queixa de confisco civil para recuperar mais de US $ 150 milhões de fundos desviados em Bitcoin. O FBI rastreou os fundos durante uma investigação de roubo envolvendo a Sony.

“Os Estados Unidos entraram em ação em um tribunal federal hoje para proteger e, em última instância, devolver mais de US $ 154 milhões em fundos que, foram supostamente roubados de uma subsidiária da Sony Group Corporation, sediada em Tóquio, e depois apreendidos pelas autoridades policiais durante a investigação do FBI sobre o roubo”.

Disse o Departamento de Justiça em um comunicado.

Um funcionário da Sony supostamente desviou esses fundos em maio de 2021, convertendo-os em mais de 3.800 Bitcoins (agora avaliados em mais de US $ 180 milhões).

“Esses fundos foram confiscados pelas autoridades policiais em 1º de dezembro de 2021, com base na investigação do FBI”, acrescentou o Departamento de Justiça.

Esse funcionário da Sony foi nomeado pelo Departamento de Justiça como, Rei Ishii. Ishii era funcionário da Sony Life Insurance Company Ltd, uma subsidiária do Sony Group.

Fundos roubados da Sony voltados para Bitcoin

De acordo com o Departamento de Justiça, Ishii supostamente desviou os US $ 154 milhões quando a empresa tentou transferir esses fundos entre suas próprias contas financeiras.

O Departamento de Justiça afirma que Ishii falsificou transações, fazendo com que os fundos fossem desviados de uma conta controlada pela empresa para outra que Ishii controlava em um banco na Califórnia. Então, Ishii supostamente converteu os fundos em Bitcoin. A reclamação de confisco civil também foi apresentada na Califórnia para proteger os fundos da Sony.

A investigação do FBI obteve “assistência significativa” de outras entidades responsáveis ​​pela aplicação da lei, incluindo a Agência Nacional de Polícia do Japão, o Departamento de Polícia Metropolitana de Tóquio e a Unidade de Promotores do Japão, sobre Crimes Emergentes.

Sony e Citibank também ajudaram na investigação. Ambas as empresas “contataram e cooperaram imediatamente com as autoridades policiais assim que o roubo foi detectado”, disse a agente especial responsável pelo FBI, Suzanne Turner.

“É nossa intenção devolver o dinheiro roubado à vítima desse roubo audacioso, e a ação de hoje nos ajuda a fazer isso”.

Disse o procurador-geral em exercício, Randy Grossman.

“Você não pode confiar na criptomoeda para ocultar seus ganhos ilícitos com as autoridades. Os Estados Unidos coordenam amplamente com seus parceiros internacionais para prevenir o crime e recuperar fundos roubados”, acrescentou Grossman.

Fonte: DeCrypt

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8