Exchange brasileira reembolsará todos clientes que investiram na UST

LUNA

Após o colapso da UST, uma Exchange brasileira decidiu reembolsar todos os usuários que tinham investido no stablecoin

A Exchange compensará a diferença entre o valor atual de UST (US$ 0,08) para garantir que cada titular de UST tenha US$ 1 para cada 1 UST detido, conforme divulgado pela CryptoSlate.

A mesma complementa que alocará cerca de R$ 620 milhões para reembolsar clientes que incorreram em perdas associadas ao UST de-peg

A Nox Bitcoin permitiu que os usuários fizessem stake com UST para obterem a diferença custeada integramente pela exchange com seu token. A exchange supostamente fez o stake dos tokens em nome de seus clientes por meio do Anchor Protocol, que oferecia até 20% APY no staking de stablecoin. A Exchange não parece ter nenhum seguro ou garantia que exija que ela reembolse os titulares. O CEO da Nox Bitcoin, João Paulo Oliveira, disse:

Os clientes confiaram em nós para fazer o stake e entendemos que a confiança deles é muito mais valiosa do que qualquer outra coisa. Vamos reembolsar esses usuários e gastaremos muito menos que iriamos gastar com marketing.

O reembolso só vai ser permitido apenas aos investidores que compraram UST antes do de-pegseram reembolsados através de seu token. Tanto o LUNA quanto o UST ainda estão listados no Nox Bitcoin, com o LUNA caindo mais de 99% e o UST caindo mais de 90%.

No momento da edição deste artigo, a criptomoeda LUNA esta sendo negociada a 0,00011, tendo uma queda em seu Market Cap de 19,58% nas últimas 24 horas.

As moedas ainda estão listadas, pois na exchange em questão e está “aguardando os próximos passos para ver em que direção o mercado vai. Houve uma votação para decidir se a blockchain do Terra deveria sofre Hard Fork para criar uma nova moeda LUNA ao lado de uma moeda Luna Classic (LUNC).

Oliveira acredita que o papel do Nox Bitcoin não é impedir que “os clientes se exponham ao risco”, pois isso também “significa impedi-los de ganhar dinheiro”. Ele acredita que seu papel é fazer a curadoria de projetos de qualidade para seus clientes investirem.

No entanto, a justificativa para reembolsar seus usuários pode não estar apenas relacionada à criação de boa vontade entre seus clientes. Como FatMan do Terra Research Forum comentou:

A lei do consumidor do Brasil é bastante forte e pune empresas que mentem para clientes ou representam riscos falsamente. Vamos ver quantos tribunais de vários países chegarão à mesma conclusão nos próximos dias, à medida que os processos contra as corretoras rolam. Tudo isso está longe de terminar.

O que acontece com as moedas que passam pelo Hard Fork?

Atualmente, não há informações sobre o que acontecerá com as moedas criadas devido ao próximo fork do blockchain Terra. No caso das carteiras pertencentes a corretora, quaisquer moedas emitidas devido a um fork blockchain serão distribuídas para a carteira da exchange. Caberá a cada exchange divulgar essas moedas para investidores individuais.

Será interessante observar se os usuários que receberão o reembolso ​​pelo Nox Bitcoin, também receberão as novas moedas LUNA emitidas para os detentores “pré-ataque” e “pós-ataque” do UST. Um argumento é que o fork a blockchain Terra e assumir que ela retém seu valor antes do “ataque” infla a oferta de dinheiro em até US$ 16 bilhões.

Suponha que os investidores tenham sido reembolsados ​​por suas participações no UST e recebam novos tokens LUNA de valor equivalente. Nesse caso, surge uma pergunta: de onde vem esse valor adicional? Fique atento ao fim da votação atual do Terra, que está programada para executar o fork em 27 de maio de 2022, se a proposta for aprovada.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_