Exchange de criptomoedas dá golpe e desaparece com US$30 milhões na Coréia do Sul

exchange de criptomoedas sul-coreana Pure Bit supostamente deu um golpe e desapareceu com mais de US$30 milhões em fundos de usuários.

De acordo com a BlockchainROK, a direção da empresa começou a expulsar os usuários dos grupos de chat KakaoTalk e excluiu as mídias sociais.

Aparentemente, a conta oficial da Pure Bit no chat foi renomeada para “Me desculpe”.

No dia 9 de novembro a exchange de criptomoedas retirou cerca de US$10 milhões em Ethereum, entre outros “saques”.

De acordo com a HanKyung, mídia sul-coreana, a fraude deixou um rombo de aproximadamente US$30 milhões.

Muitos apontam que os golpes começaram no início deste ano, quanto a Pure Bit arrecadou milhões em uma ICO para a criação de uma exchange. Meses depois, a equipe responsável pela “venda simbólica” desapareceu com o capital levantado.

Aparentemente, a exchange tentou transferir parte dos fundos roubados para a Upbit, outra plataforma local. Percebendo que o capital era resultado de um golpe, a Upbit desabilitou a conta e congelou os fundos.

“O incidente poderia ter sido evitado caso o governo houvesse implementado (…) regulamentações adequadas para ICOs. Se as autoridades não estabelecerem uma estrutura regulatória adequada à curto prazo, outras fraudes podem ocorrer no setor”, disse um especialista em criptomoedas.

Durante entrevista, Heslin Kim, chefe do Departamento de Desenvolvimento e Negócios, afirmou que as autoridades sul-coreanas não decidiram se irão banir as ICOs ou simplesmente regulamentar o mercado.

FONTE: CRYPTOSLATE

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli