Exchange europeia Bitstamp adquire BitLicense e prevê expansão nos EUA

Plataforma adquire licença para atuar no estado de Nova York

De acordo com o Twitter oficial da Bitstamp, a exchange europeia acaba de adquirir uma BitLicense do Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York.

A BitLicense é uma licença referida a empresas envolvidas com criptomoedas que desejam atuar no estado de Nova York. Com a nova aquisição, a Bitstamp pode “continuar a oferecer serviços de trade nos Estados Unidos e pavimentar o caminho” para expandir sua presença no país.

“A Bitstamp sempre abraçou esforços de regulamentação focados na transparência e responsabilidade que podem ajudar a expandir o setor. A obtenção de uma BitLicense é um elemento-chave para aumentar nossa presença nos Estados Unidos, especialmente quando se trata de trabalhar com investidores institucionais.”, dizia uma publicação no site da plataforma.

Com a licença, a empresa deve cumprir uma série de rigorosos requisitos voltados à proteção do consumidor.

Fundada em Luxemburgo em 2011, a exchange afirma que se esforça para ser a plataforma mais segura do mundo e moldar novas fronteiras para o setor.

“Esperamos levar as lições que aprendemos na Europa para além do oceano e ajudar a desenvolver um ecossistema melhor para todos os negócios de criptomoedas, nos EUA e no mundo todo.”

Recentemente o WeBitcoin noticiou que um ex-funcionário da Kraken afirmou que a exchange viola diretrizes regulamentares por supostamente atuar no estado de Nova York sem uma BitLicense. A plataforma também está enfrentando dois processos por não ressarcir os funcionários.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli