Exchange FTX compra anúncio para o Super Bowl

A FTX, a crescente exchange de criptomoedas e derivados de cripto fundada por Sam Bankman Fried, recentemente comprou um anúncio para o Super Bowl do ano que vem, de acordo com relatórios.

O Super Bowl é o evento mais importante do futebol americano. É o jogo da final do campeonato, da Liga Nacional de Futebol. A NFL é a liga esportiva profissional mais valiosa dos Estados Unidos e Canadá, com receita de cerca de US $ 13 bilhões, de acordo com dados da Sport Casting. Apenas para referência, a MLB e a NBA geram aproximadamente US$ 10 bilhões e US$ 7,4 bilhões, respectivamente.

O Superbowl é a melhor maneira de divulgar a mensagem da FTX.

O anúncio do Super Bowl abriria a oportunidade para a FTX ser apresentada a um público potencial, de cerca de 91 milhões de telespectadores. Sam Bankman Fried fez as contas e, de acordo com declarações relatadas pelo Business Insider, o CEO da FTX está convencido de que o setor de esportes é o terreno fértil perfeito para novos usuários:

“Os fãs de esportes têm duas vezes mais chances de saber sobre criptoativos do que os, não fãs de esportes. Fãs de esportes ávidos têm quase três vezes mais probabilidade.”

Na verdade, falando com a Bloomberg, o CEO da FTX disse que o público do Super Bowl é perfeito para espalhar a mensagem da FTX, de que as criptomoedas são fáceis e seguras de usar:

“Nossa mensagem ao longo deste ano foi que as criptomoedas são seguras, acessíveis e prontas para o mainstream. Estamos convidando a todos para conferir, e estamos aqui para ajudá-los em sua jornada. Não há evento maior e mais popular para compartilhar uma mensagem como essa, do que o Super Bowl.”

A empresa não forneceu mais detalhes sobre o conteúdo do anúncio ou o preço; no entanto, de acordo com Statista, os anunciantes tiveram que pagar cerca de 5,6 milhões de dólares americanos para transmitir um comercial de 30 segundos durante o último Super Bowl.

Custo médio do Super Bowl de um anúncio de TV de 30 segundos de 2002 a 2021 (em milhões de dólares americanos). Imagem: Statista

Custo médio de um anúncio de TV de 30 segundos, do Super Bowl (em milhões de dólares americanos).

Esportes e criptomoedas.

A estratégia de Sam Bankman Fried de fundir esportes e criptomoedas não é nova. Anteriormente, a FTX se tornou a primeira exchange de cripto oficial a patrocinar uma liga esportiva ao assinar um contrato com a Liga Principal de Beisebol.

Da mesma forma, a FTX comprou os direitos de nomenclatura da antiga American Airlines Arena e a renomeou como FTX Arena. Ao fazer isso, o estádio da marca FTX também se tornou a casa oficial dos jogos do time profissional de basquete Miami Heats.

A FTX também anunciou hoje que o famoso ex-jogador de beisebol do Boston Red Sox David “Big Papi” Ortiz (conhecido por ser um dos poucos atletas a quebrar a marca de 500 home runs na história da MLB) se juntou à exchange, como seu novo embaixador global.

Exchange rival, Coinbase, também está tentando pegar sua fatia do bolo com um acordo de patrocínio com a NBA. A Coinbase tem a vantagem de ser a única exchange regulamentada nos Estados Unidos cujas ações são negociadas publicamente.

Parece que as criptomoedas querem se tornar um fenômeno global em 2021, e o mundo dos esportes é o ponto de partida perfeito para a indústria.

 

Fonte: CryptoPotato

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8